Estudo da Serasa, divulgado ontem, aponta que a inadimplência de empresas teve aumento de 1,3% no acumulado do ano em relação ao mesmo período do ano passado.

Estudo da Serasa, divulgado ontem, aponta que a inadimplência de empresas teve aumento de 1,3% no acumulado do ano em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação entres os meses de julho de 2006 e 2007, o crescimento foi maior, chegando a 5,6%. No entanto a variação entre junho e julhos de 2007, ficou estável com aumento de apenas 0,2%.

Técnicos do Serasa crêem que apesar da alta, a inadimplência está com bom comportamento quando considerado que cresceu em um ritmo menor em relação à cessão de crédito.

De acordo com os dados do Banco Central, o crédito para pessoas jurídicas registrou alta de 10,4% no acumulado do ano até julho, e de 19,3% comparando com julho de 2006 e 2007.Representando 40% nos sete primeiros meses do ano, os títulos protestados são os líderes entre os tipo de dívidas das pessoas jurídicas. No entanto, esteve abaixo do registrado no ano passado (40,5%).No segundo lugar ficaram os cheques sem fundos, com 38,4% na inadimplência das empresas, valor inferior ao de 2006 (39,8%).Com 21,6% da inadimplência empresarial, as dívidas vencidas em instituições financeiras, ganharam representatividade no ranking, já que em 2006 os números registrados representaram 19,7% da inadimplência.