Fux suspende decisão que soltou líder do PCC em São Paulo

290
(Arquivo Pessoal/Reprodução)

Na noite de sábado (10), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, aceitou um pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) e suspendeu a decisão liminar (provisória) do ministro Marco Aurélio Mello que determinou a soltura André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap. Ele é um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios de São Paulo.

Na petição, o vice-procurado-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, diz que há “risco efetivo que o paciente em liberdade pode criar à ordem pública”.

O traficante está preso desde setembro de 2019, quando foi localizado em uma mansão em Angra dos Reis (RJ). De acordo com a Polícia Civil de São Paulo, ele comandava o envio de drogas para a Europa pelo porto de Santos (SP).