A carteira de investimentos da Fundação CESP, entidade fechada de previdência complementar, alcançou um rendimento de 10,49% entre janeiro e junho deste ano, desempenho 27,60% superior ao registrado no mesmo período de 2006.

A carteira de investimentos da Fundação CESP, entidade fechada de previdência complementar, alcançou um rendimento de 10,49% entre janeiro e junho deste ano, desempenho 27,60% superior ao registrado no mesmo período de 2006 e muito acima da meta atuarial de 4,45%, calculada com base na variação do IGP-DI + 6% ao ano. Os rendimentos das principais carteiras da Fundação superaram os índices de mercado tomados como referência.
Os investimentos em renda fixa, nos quais estavam alocados 68% dos ativos garantidores da instituição em junho, apresentaram ganho de 6,46%. Já a valorização da carteira de renda variável foi de 21,90%. Quando se considera apenas a carteira fundamentalista (excluídas a carteira de participações societárias e a de dividendos), a valorização foi de 21,20%, acima dos 20,18% acumulados pelo IBX nos primeiros seis meses do ano. A carteira de participações evoluiu 16,55% no mesmo período e a de dividendos apresentou rentabilidade de 29,84%.
Os investimentos em imóveis, nos quais estiveram alocados 2,30% dos recursos sob gestão da Fundação, renderam 6,40%. Já os empréstimos aos participantes, cujo montante superou os R$ 274 milhões em junho, apresentaram rentabilidade de 5,21%. Com o desempenho, a Fundação CESP fechou o primeiro semestre com patrimônio de investimento da ordem de R$ 13,10 bilhões e o total de ativos supera os R$ 17 bilhões. Em 2006, a entidade apresentou um resultado positivo de R$ 927 milhões.