O Brasil registrou ingresso líquido de 6,483 bilhões de dólares em junho, com forte saldo comercial mais do que compensando saídas pela conta financeira, mostraram dados, ainda defasados, do fluxo cambial contratado divulgado pelo Banco Central nesta quarta-feira.

A diferença entre contratação de câmbio para exportação e importação foi de 10,148 bilhões de dólares. Já as operações financeiras –que incluem números referentes a empréstimos internacionais, remessas de lucros e dividendos e investimentos em portfólio, por exemplo– tiveram déficit de 3,665 bilhões de dólares.

Junho foi um mês de forte estresse nos mercados financeiros globais. Aqui, o dólar disparou 10% e o Ibovespa despencou 11,5%.

No semestre, o fluxo cambial ficou positivo em 19,135 bilhões de dólares, com superávit de 27,670 bilhões de dólares na conta comercial e rombo de 8,535 bilhões de dólares do lado financeiro.

Fonte: Reuters