O presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Rodrigo da Rocha Loures, vai promover um encontro entre empresários e representantes de centros de pesquisa da Finlândia e do Brasil

O presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Rodrigo da Rocha Loures, vai promover um encontro entre empresários e representantes de centros de pesquisa da Finlândia e do Brasil para a criação de programas de cooperação em pesquisa e desenvolvimento entre os dois países. A proposta é realizar um seminário de uma semana, no Brasil, no primeiro semestre do ano que vem, com a participação de especialistas e professores do Senai, das principais instituições acadêmicas e de centros de estudo finlandeses e brasileiros. Este já é um resultado concreto da viagem que Rocha Loures faz aos países nórdicos, na comitiva do presidente Luiz Ignácio Lula da Silva. Na missão, o presidente da Fiep representa a presidência da Confederação Nacional da Indústria (CNI), da qual também é vice-presidente.
Em Estocolmo, Rocha Loures fez contatos para a criação de um programa de estímulo à internacionalização das pequenas e médias empresas brasileiras, inspirado no modelo sueco. A Suécia já realizou parcerias semelhantes com a Índia e com a China. “Os programas desenvolvidos aqui têm taxas de sucesso de 40% e, mesmo as empresas que não viabilizam negócios internacionais, sempre melhoram em muito suas gestões”, atestou o presidente da Fiep, que embarcou ontem para Copenhague. Os setores de maior interesse para os países nórdicos, segundo ele, são os da indústria de base florestal; florestas, papel e celulose; metalurgia e mineração; transportes e o de bioenergia.