FCA liderou mercado latino-americano em 2020

252
Nova picape Strada foi muito bem aceita pelos consumidores brasileiros

As marcas do Grupo FCA (Fiat Chrysler Automóveis) tiveram ótimo desempenho no mercado latino-americano em 2020, proporcionado ao conglomerado a liderança na região (sem contar números do México, integrado à América do Norte). Foram mais de 502 mil veículos comercializados, que correspondem a uma participação de mercado de 16,5% e alta de 2,9% na comparação com o resultado obtido em 2019.

Esse resultado se deveu em grande parte aos bons números conseguidos pelas marcas do grupo no mercado brasileiro, onde somaram 433,6 mil veículos vendidos, o que corresponde a 22,2% de participação. Além disso, as empresas da FCA também conseguiram ter bom desempenho no mercado argentino, no qual o grupo conseguiu avançar 2,8% na participação de mercado em relação ao ano anterior.

No Brasil, a FCA vendeu 321,7 mil veículos da marca Fiat e mais de 110 mil da Jeep. Destaque para quatro modelos do grupo que terminaram o ano entre os dez mais vendidos do País: a nova Fiat Strada, com mais de 80 mil unidades emplacadas, o Fiat Argo, com 66 mil, o Jeep Renegade, com 57 mil veículos e a picape Fiat Toro, com 54 mil exemplares. A Fiat, de acordo com o comunicado, foi a marca que mais cresceu no País em 2020, com 16,5% de participação e alta de 2,7 pontos na comparação com 2019.

“O lançamento da nova Strada e o rebranding da marca nos trouxeram resultados excepcionais, levando a Fiat à liderança de mercado no último trimestre com 18% de participação e a posicionarmos três carros no ranking dos dez mais emplacados do Brasil”, observou Herlander Zola, diretor da Fiat para a América Latina e operações especiais no Brasil. “Além disso, também mantivemos uma parceria consistente com nossa rede de concessionárias, que se demonstrou essencial para a superação dos momentos difíceis do ano”, disse. Vale destacar que a picape Strada ampliou suas vendas em 4,9% em um ano no qual o segmento de comerciais leves registrou retração de 26%.

JEEP E RAM TAMBÉM EM ALTA

Com 20,9% do mercado de SUVs, a Jeep seguiu à frente do segmento pelo quinto ano consecutivo, graças aos seus dois best sellers, Renegade (57 mil veículos vendidos no ano) e Compass (53 mil). O modelo compacto, aliás, teve em dezembro o melhor resultado de sua história, com 7.875 unidades licenciadas, superando o número anterior (6.976) conseguido em dezembro de 2015. Os importados Wrangler (crescimento de 5,7%) e Grand Cherokee (33%) também contribuíram marginalmente para o bom resultado da marca.

Everton Kurdejak, diretor de operações comerciais da Jeep no Brasil, ressaltou a agilidade da empresa. “Adaptamos toda nossa estrutura de atendimento e formato de ofertas. Em apenas dois dias lançamos o Jeep On, adaptando as ofertas ao cliente, com pagamento a partir de 2021, com test drive feito na casa do cliente, com lives Jeep mostrando o mundo off-road e superofertas, entre muitas outras ações, que, mesmo no momento mais severo da pandemia, fizeram nosso site bater recordes de acessos e de clientes que declaravam desejo em adquirir nossos veículos.”

Por fim, a Ram também contribuiu com o resultado do grupo, ao registrar seu melhor ano desde que iniciou as operações no País, com 1.474 unidades da picape 2500 vendidas, ou mais que o dobro do número comercializado em 2019. Além disso, houve o lançamento e a pré-venda da Ram 1500, cujas primeiras 100 unidades foram encomendadas em apenas 18 horas e estão previstas para serem entregues em abril.