As exportações globais de café verde atingiram 11,11 milhões de sacas de 60 kg em junho, 1,3% a mais que o volume registrado no mesmo período do ano anterior, informou a Organização Internacional do Café (OIC) em relatório mensal nesta sexta-feira.

As exportações do café arábica, o tipo suave preferido por redes de cafeterias como a Starbucks, aumentaram 1,4%, para 7,07 milhões de sacas, principalmente devido aos maiores embarques dos dois principais produtores da variedade: Brasil e Colômbia.

Os embarques de café robusta, que é usado para fazer café instantâneo ou em “blends”, subiram 1%, para 4,03 milhões de sacas, disse a OIC.

A organização acrescentou que manteve sua projeção para o consumo global de café de crescimento 3,3% em 2021/22 (out-set) para 170,3 milhões de sacas.

Alguns traders e analistas levantaram preocupações recentemente sobre a demanda por café devido à alta no custo de vida e à perspectiva de uma recessão global.

O relatório, no entanto, mostra que o fluxo de café para os países consumidores ainda é firme.

A OIC também manteve inalterada sua estimativa de déficit de 3,1 milhões de sacas na balança de abastecimento global em 2021/22, com uma produção total de 167,17 milhões de sacas.

Fonte: Reuters