As exportações de ovos (entre in natura e processados) aumentaram 33,5% em maio, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Ao todo, foram exportadas 628 toneladas no período, contra 470 toneladas em maio de 2021.

Em receita, houve elevação de 138,6%, com US$ 1,9 milhão em maio deste ano, contra US$ 797 mil no quinto mês do ano passado.

No acumulado do ano (janeiro a maio), foram exportadas 6.188 toneladas, número 21,1% maior que as 5.108 toneladas exportadas nos cinco primeiros meses de 2021. Em receita, houve incremento de 59,3%, com US$ 11,1 milhões em 2022, contra US$ 7 milhões em 2021.

“O setor de ovos vem incrementando sua presença internacional ao longo dos últimos anos.  O desempenho registrado nos cinco primeiros meses de 2022  é o maior registrado desde 2016.  Além de gerar divisas para o Brasil, o aumento das exportações é uma contramedida ao quadro desafiador imposto pelos custos de produção”, avalia o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

Fonte: ABPA