Evento “Mulheres Que Fazem Acontecer” homenageia empreendedoras

475

Nesta quinta-feira (30) será realizada a oitava edição de entrega do “Certificado Mulheres Que Fazem Acontecer – Paraná 2021”, durante um café da tarde nas dependências do Salão Restaurante do Hotel Nacional INN Curitiba, no centro da capital.

A iniciativa é do jornalista e colunista João Batista Nunes, do site www.nosofacomjoaonunes.com.br  que  vai homenagear cerca de  40 mulheres que fazem do seus trabalhos no empreendedorismo.

Falando ao espaço BUSINESS WOMAN,  João Nunes, disse que “o objetivo do evento é prestar uma homenagem às novas mulheres do milênio. Mulheres independentes, batalhadoras, que acordam cedo e fazem do seu trabalho profissional, um sucesso”.

Serão homenageadas mulheres dos mais variados segmentos sociais, políticos e empresariais. O evento, que segue todos os protocolos de prevenção da Covid 19, tem o apoio de Ateliê Janaina Pontes- Doces Finos, Azul Linhas Aéreas Inteligentes, Essenciale Óleos & Aromas, GW Modas, The American Way Café, Toda Comunicação, Vimo Vídeo & Foto, Hotel Nacional Inn Curitiba, Copiadora Carvalho, Eyva Beauty, Royal Locações, Estilista Edson Eddel   Agaphantus Floricultura e Cássia Caldeira Doçaria.

Além de reverenciar grandes nomes do empreendedorismo e sucesso feminino, “o evento também será uma porta de entrada para novos negócios. Um lugar de oportunidades, com tantas mentes brilhantes em um só local, o evento será mais do que um encontro de amigas e colegas, mas sim de profissionais e empresas de sucesso”, enfatiza o jornalista João Batista Nunes.

Para o evento, os convidados contarão com manobrista no local e são instruídos a usar traje de passeio completo. É obrigatório o uso de máscaras e álcool em gel.

História da arte na fachada do hotel

A arte na fachada do hotel Paraná é considerada o maior painel de iniciativa privada do Brasil

O Hotel Nacional INN Curitiba, localizado na Rua Lourenço Pinto, 458,  onde acontecerá a entrega do “Certificado Mulheres Que Fazem Acontecer – Paraná 2021”,evento promovido pelo jornalista João Batista Nunes,  registra a  História da Arte de Curitiba que é  um painel construído pelo artista plástico paranaense Poty Lazzarotto, batizado como  “Quatro Estações”.

O artista foi convidado em 1983, para construir o painel que foi entregue em 1985. É muito importante saber que a composição desta obra é uma homenagem ao Paraná e a Curitiba. O painel integra elementos significativos como os pinhões, a araucária, a gralha azul, a igreja do Rosário, um trem de ferro (o pai de Poty foi ferroviário), um semeador (ao amigo Zacca Paraná), um menino e sua pipa.

Entre criação e montagem do painel dispendeu 15 meses. Um exemplo de valorização da arte no Paraná, hoje sendo considerado o maior painel de iniciativa privada do Brasil.

A direção do Hotel Paraná Suite, na época, sabendo da importância de tal patrimônio, decidiu divulgá-lo, e alguns dos projetos realizados foram: escalada da fachada, em 1989, por Waldemar Nicklivicz (famoso alpinista paranaense), 2 campeonatos de Velocidade em Escalada Urbana, o primeiro de 1995, o segundo em 1996.                 Outro evento realizado foi o IV Festival de Inverno, em 1998, que homenageou o artista plástico, que faleceu neste mesmo ano realizando exposição de gravuras de acervo particular, bem como acomposição de uma sopa a base de pinhão, que recebeu o nome de Sopa “Poty”.

Quinoa em tratamentos cosméticos

Márcia Pincerati: “combate ao envelhecimento da pele”

A combinação entre a biotecnologia e as tradições andinas descobriu um princípio ativo potente para aplicação em produtos cosméticos. As propriedades hidratantes e antioxidantes do óleo de quinoa fazem dele um componente valioso, inclusive no combate ao envelhecimento da pele, de acordo com pesquisa do Programa de Mestrado e Doutorado em Biotecnologia Industrial da Universidade Positivo (UP), em parceria com O Boticário e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), publicada na renomada revista Scientific Reports.

A orientadora do projeto de Mestrado e professora do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Industrial da UP, Márcia Pincerati, explica o ponto de partida do estudo. “O bioéster de quinoa, que é um produto patenteado pelo Grupo O Boticário, já tinha mostrado resultados promissores. O objetivo dessa vez era analisar in vitro, com cultivo de pele 3D, os efeitos do bioéster de quinoa e se ele poderia estimular a expressão de proteínas importantes para a hidratação e combate ao envelhecimento da pele”, detalha Márcia.