Espaço Cultural INC Pátio Batel associa a saúde à arte

303


O Instituto de Neurologia de Curitiba reabriu o Espaço Cultural INC, localizado no piso S1 do Pátio Batel. Criada com o objetivo de associar a saúde à arte, a galeria traz diversos artistas consagrados para analisar como a medicina pode ser representada por meio de obras culturais e artísticas. A visitação pode ser realizada no horário de funcionamento do shopping. A coluna  CAPITAL & NEGÓCIO (jornalista Luiz Augusto Juk) do jornal Diário Indústria & Comércio acompanhou a solenidade.

Ricardo Ramina (Sócio-fundador e Neurocirurgião do Hospital INC) e esposa, Roberta Joly; a artista plástica e curadora da exposição, Meg Gerhardt e o escultor Leopoldino de Abreu

Para marcar a reabertura, a mostra Conexões conta com obras e produções do escultor Leopoldino de Abreu e da artista plástica e curadora da exposição, Meg Gerhardt. Ao todo, a exposição reúne pinturas, esculturas e outras obras que, juntas, buscam levar ao espectador uma nova experiência e aproximá-lo se sua natureza interior.

“Em tempos de pandemia, estar conectado com pessoas e com o ambiente que nos cerca tornou-se ainda mais importante”, afirma Regina Montibeller, diretora administrativa do Hospital INC. “Queremos trazer conexões por meio da arte e fazer essa relação com o hospital, bem como a conexão entre os artistas escolhidos, possibilitando um alento em meio ao momento vivido”, enfatiza.

Leopoldino de Abreu, Cláudia Meneses, diretora de Marketing do Hospital INC, Meg Gerhardt, Ariane Labre, Regina Montibeller, diretora administrativa do Hospital INC   e amiga de Ariane.

Para a curadora da exposição, a arte assume um papel ainda mais importante durante o momento da pandemia. “Com a chegada da pandemia, situações de estresse, geradas pela falta de atenção aos relacionamentos se exacerbaram. Com estes confrontos, alguns se permitiram crescer escolhendo algo novo para aprender, em busca de superação e felicidade. Justamente a arte passa a ser o preenchimento de muitos vazios e fonte de satisfação, gerando crescimento para uma vida plena”.

Leopoldino Abreu avalia que a atuação do artista se assemelha a do médico, uma vez que ambos buscam recuperação e qualidade de vida de seus pacientes ou admiradores. “Acredito que o médico, tal como o artista, sente uma realização e uma satisfação quando sua atuação profissional tem sucesso. Essas obras partiram de matérias brutas e incompletas que, com essa interferência e trabalho, serão contempladas e interpretadas. Esse flutuar pelo espaço de arte poderá dar a eles uma nova perspectiva de olhar a vida, um novo rumo nesse cuidar da saúde e um mergulho nesse universo cultural tão interessante”. O horário de funcionamento é segunda a sábado das 11h00  às 22h00; domingos e feriados das  14h00  às 20h00
O Instituto de Neurologia de Curitiba (INC) é uma instituição hospitalar referência no atendimento de pacientes neurocirúrgicos, neurológicos e cardiológicos de alta complexidade. Possui o centro neurocirúrgico mais tecnológico do Brasil e é pioneiro na América Latina a obter tecnologias como GammaKnife – cirurgia cerebral sem corte, e o primeiro a utilizar a ressonância magnética intraoperatória no país. O INC conta com um corpo clínico composto por mais de 300 profissionais responsáveis pelo atendimento de pacientes de todo o Brasil e diversos países da América Latina, em neurologia, neurocirurgia, cardiologia e cirurgia cardíaca, além de outras áreas tais como oncologia, otorrino, dermatologia, cirurgia digestiva, ortopedia, dentre outras.

Acrefi debate cenário econômico de 2021

Economista Luís Eduardo da Costa Carvalho, presidente da Acrefi

A Acrefi (Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento), realizou esta semana a  15ª. edição do SIAC (Seminário Internacional Acrefi), um dos mais tradicionais e importantes eventos do setor financeiro, com o tema “Inovação, Transformação & Inclusão”.

O encontro, totalmente online, analisou e discutiu pontos relevantes do cenário econômico brasileiro e global, como a eleição americana, o primeiro turno das eleições municipais e os impactos da pandemia do novo coronavírus na economia mundial.

O economista Luís Eduardo da Costa Carvalho, presidente da Acrefi, lembrou que  o governo disponibilizou aos bancos recursos para garantir empréstimos tomados pelos pequenos negócios via Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte). Também, o Programa Emergencial de Acesso a Crédito (PEAC), que foi instituído para apoiar as pequenas e médias empresas (PMEs), associações, fundações de direito privado e cooperativas, excetuadas as cooperativas de crédito, na obtenção de crédito, foi de fundamental importância durante a crise econômica decorrente da pandemia de Covid-19. “Acreditamos que iremos superar desafios e sairemos mais fortes”, avaliou.

Avatar interage no My Inova Day 2020

Dinâmica inovadora e online em evento da Assespro-Pr

Poder interagir dentro de um ambiente virtual com um avatar, acessar palestras, encontrar com conhecidos em seu mercado e conversar com outro participante em um evento. Esta será a dinâmica do My Inova Day edição 2020, evento tradicional do setor de tecnologia da informação (TI) que é promovido pela Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação no Paraná (Assespro-PR). O evento, que reservava anualmente até três dias de programação e se chamava My Inova Summit, neste ano se chamará My Inova Day por conta da pandemia de Covid-19. Mas a dinâmica inovadora e online compensará, é o que garante o presidente da entidade organizadora, Adriano Krzyuy. “O ponto central será a interatividade e este é precisamente o valor das plataformas baseadas em avatares: podem reproduzir a experiência de assistir a um evento da vida real, como costumávamos fazer, mas em um formato virtual, interagindo e se conectando com outros participantes”, revela. O My Inova Day acontecerá no dia 7 de dezembro e fará parte da programação da Semana Paraná Inovador, que recebe apoio e tem a organização do Governo do Estado.  A Semana Paraná Inovador será realizada de 7 a 12 de dezembro.

Fundos  de previdência  com saldos positivos

Luís Ricardo Martins, presidente da Abrapp: “estamos conseguindo amortecer os impactos da crise”

Os planos instituídos de previdência complementar fechada, formados principalmente por entidades ligadas ao funcionalismo público federal estadual e municipal, associações de classe e cooperativas, apresentam números cada vez mais positivos. O estatístico da Abrapp mostra um crescimento de 129% no volume de participantes, nos últimos seis anos, saindo de 250,3 mil, em 2014, para 572,8 mil até setembro de 2020. O patrimônio aumentou de R$ 3,7 bilhões para R$ 12,9 bilhões. Os dados são do balanço divulgado pela Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp).

Para o presidente da Abrapp, Luís Ricardo Martins, as experiências com outras crises ajudaram o setor a se capacitar para administrar esses tipos tribulações conjunturais. “Estamos falando de um sistema maduro, de 50 anos, que já passou e superou outras tantas crises. Os desafios são muitos, pois estamos diante de uma crise global. O fato é que toda essa vivência nos trouxe maturidade nos últimos anos e estamos conseguindo amortecer os impactos da crise”, explicou Luís Ricardo Martins.