Identificação por radiofreqüência ganha força em novos tempos do varejo.

Dispostos a conhecer cada vez mais o consumidor e a oferecer cada vez mais serviço rápido e personalizado, indústria e varejo investem em novas tecnologias e serviços. Um dos avanços que vem ganhando destaque é a utilização da tecnologia EPC/RFID (Radio Frequency Identification), que tem como premissa fazer uso completo da Internet, significando uma mudança de conceito na identificação, e principalmente no intercâmbio de informações. O EPC agiliza os processos e permite dar maior visibilidade aos produtos por meio da disponibilização de informações superior ao que se alcança hoje com outras tecnologias. É o rastreamento total, não somente de um processo ou de uma empresa, mas de cada produto individual aberto a toda a cadeia de suprimentos.

De acordo com Flavia Ponte Bandeira S. Costa, Assessora de Soluções de Negócios da GS1 Brasil, a utilização da nova tecnologia oferece uma série de benefícios, como a leitura de itens sem a proximidade do leitor, permitindo, por exemplo, a contagem instantânea de estoque; a melhoria das práticas de reabastecimento com eliminação de itens faltantes e/ou com validade vencida; a identificação da localização dos itens em processos de recall ou a verificação imediata dos produtos nas prateleiras e no “carrinho” do varejo. “A loja conceito inaugurada pelo Pão de Açúcar, no setor alimentício, utiliza tecnologia semelhante para que o consumidor não precise tirar seus produtos do carrinho para passar no caixa e ter o valor total da conta”, diz Flávia. 

A importância do tema para o setor têxtil está na inclusão de uma palestra  da GS1 Brasil sobre os avanços da tecnologia EPC/RFID no 5º Encontro Brasileiro de Logística Têxtil, que acontece no próximo dia 19. Além da apresentação, Flávia também levará aos participantes cases de aplicação no setor têxtil internacional. Durante o evento, a tecnologia também poderá ser vista em uma “Cadeia Virtual”, ferramenta que demonstra, por meio de computadores, a aplicação do código de barras e do EPC, em cada uma das áreas de um varejo: administrativo, loja, check-out e retaguarda. “A Cadeia Virtual dá ao visitante total autonomia de navegação em cada uma das seções e o resultado é um passeio com visual idêntico ao de uma loja, com conhecimento sobre as principais aplicações do código de barras e do EPC, além de um aprendizado dinâmico sobre os ganhos de eficiências em todo o varejo”, afirma a executiva.  

De acordo com dados da ABIT – Associação Brasileira da Indústria Têxtil, o Brasil é o sexto maior produtor de têxteis e de vestuário. Em 2006, o setor têxtil brasileiro faturou US$ 33 bilhões e é atualmente responsável pela geração de 1,5 milhões de empregos. Nos últimos 16 anos foram investidos mais de US$ 11 bilhões em máquinas, equipamentos, instalações e pesquisas para impulsionar o desenvolvimento do setor.  

Serviço: 5º Encontro Brasileiro de Logística Têxtil – 19 de Setembro, das 8h às 18h. Novotel Jaraguá, Rua Martins Fontes, 71, Centro, São Paulo. Informações e inscrições www.logisticatextil.com.br ou 0800-212887.

Sobre o Clube de Logística TêxtilO Clube de Logística Têxtil surgiu a partir da percepção de fornecedores da cadeia de que não existia uma entidade representativa para a logística no âmbito do mundo têxtil. Dentro deste pensamento foi elaborado em 2003 o 1º Encontro de Logística Têxtil que reuniu profissionais da área e as principais empresas da indústria e do varejo do setor têxtil, como Lojas Renner, Marisa, Pernambucanas, Lojas Americanas, C&A, Riachuelo, Zara, Ellus, Valdac, Zoomp, Tip Top, Santista, entre outros.  Sobre a GS1

A GS1 Brasil – Associação Brasileira de Automação, antiga EAN, é uma associação multissetorial sem fins lucrativos, cuja missão é implementar e disseminar globalmente padrões para a melhoria das cadeias de suprimentos, colaborando, assim, para o processo de automação, desde a matéria-prima até o consumidor final. A GS1 Brasil é o órgão oficial para o EPC – Código Eletrônico de Produto no Brasil e em âmbito internacional é filiada à EPCglobal Inc.  A associação está presente no Brasil desde 1983, e ao longo desse período tem apoiado diversos setores na adoção de sistemas eficientes de rastreabilidade. Dentre os valores que permeiam a entidade estão a ética e a transparência nas relações, o cumprimento dos acordos firmados, e o oferecimento de serviços e produtos de alto valor agregado.

Para melhor atender a seus associados, a GS1 Brasil mantém grupos de trabalho que atuam em segmentos como calçadista, materiais de construção, saúde, cadeia da carne, móveis, telecomunicações, algodão, energia e autopeças, entre outros. A entidade também participa e promove eventos em diversas regiões do país, além de oferecer uma extensa grade de cursos gratuitos voltados às áreas de automação e logística.

Mais informações no site www.gs1brasil.org.br