Projeto SemeAção, promovido pela ODPH em conjunto com o UniCuritiba, oferece 28 vagas para jovens residentes na Vila Torres. Para participar, é preciso ter entre 12 e 14 anos e ser estudante

A Organização de Desenvolvimento de Potencial Humano (ODPH) – entidade da sociedade civil que há 12 anos atua na comunidade Vila Torres, em Curitiba (PR) – se uniu ao UniCuritiba – instituição da Ânima Educação, uma das principais organizações de ensino superior do país – para oferecer a pré-adolescentes curitibanos cursos de empreendedorismo, informática básica e competências/habilidades esperadas pelo mercado de trabalho.

Por meio do projeto SemeAção são oferecidas 28 vagas para adolescentes moradores da Vila Torres que tenham entre 12 e 14 anos, estejam estudando e vivam em situação de vulnerabilidade social. As inscrições podem ser feitas diretamente pelos canais de comunicação da ODPH, nas redes sociais ou pelo WhatsApp (41) 99571-8760.

O SemeAção tem como base três pilares: mercado de trabalho, empreendedorismo e inclusão digital, com encontros de duas horas semanais nas sextas-feiras, das 10h às 12h ou das 13h às 15h. Dentro dos pilares são elaborados planos de aulas com subtemas que auxiliam na aplicação da oficina.

O objetivo principal do curso é fornecer aos participantes informações sobre o mercado de trabalho e o entendimento dos direitos e deveres dos jovens no âmbito trabalhista. Além de preparar o grupo para a inserção profissional, o projeto estimula a autonomia, a educação financeira e a compreensão sobre o sistema monetário brasileiro.

A iniciativa também proporciona a inclusão digital dos adolescentes e contribui para a diminuição do analfabetismo digital por meio de acesso às tecnologias da informação. Inclusão, criatividade e inovação são as três frentes trabalhadas pelo curso.

Desejo de aprender

Para Kauanna Toppa, fundadora da ODPH, projetos como o SemeAção, que falam sobre habilidades necessárias e exigências do mercado de trabalho, fomentam o empreendedorismo e levam perspectivas profissionais para os moradores de comunidades vulneráveis. Desta forma, contribuem para que os participantes ampliem seus horizontes e criem o desejo de aprender e se desenvolver, alçando voos altos.

“Precisamos enaltecer o potencial de cada um deles e mostrar que são capazes de serem profissionais de qualquer área e de chegarem a grandes patamares, mas precisam sempre de estímulo e incentivo diário, pois a desigualdade e falta de oportunidades reais são ainda muito latentes, então precisamos capacitar cada vez mais, essa é a nossa missão”, afirma.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população da Vila Torres é de 4.231 pessoas. Desse total, 50,7% são homens e 49,3% mulheres. Entre os responsáveis pelos domicílios, 79,8% são alfabetizados e 20,2% não frequentam a escola. Entre os não alfabetizados, a maioria é mulher.

O professor da graduação e pós-graduação do UniCuritiba, Sérgio Czajkowski Júnior, vai conduzir os trabalhos de responsabilidade da instituição de ensino por meio do projeto “Empreendedorismo Social, Inovação e Modelos Colaborativos na Comunidade da Vila Torres (em Curitiba)”. Segundo ele, sua participação e a dos acadêmicos no projeto tem um caráter transformador.

“Fomos convidados a participar do projeto em janeiro deste ano e passamos a enxergar uma realidade que está invisível à maioria das pessoas. A Vila Torres ainda é uma região desassistida em termos de políticas públicas essenciais, o que mantém a população na invisibilidade social”, diz.

Sérgio lembra que “as crianças e os jovens são o futuro” e, por isso, merecem toda a atenção da sociedade, do poder público, das universidades e de instituições como a ODPH. “A ONG é um espaço de inovação, integração e demonstra um olhar muito atento, integralmente voltado ao futuro da nossa sociedade. É um prazer fazer parte desta iniciativa. Quem mais tem aprendido no processo somos nós”, conclui.

Desde que os cursos começaram a ser ofertados à comunidade, em março deste ano, 11 jovens já foram capacitados. Oscar Soares de Paula Olivino, 13 anos, participa dos projetos da ODPH há sete anos e já iniciou no SemeAção. “Eu estou aprendendo sobre o mercado de trabalho, coisas importantes na vida, aprendendo a fazer currículo e muito mais. Além disso, estou aprendendo a mexer com tecnologia, excel, word, e isso vai me ajudar a atingir os meus objetivos. Eu quero ser designer de games ou bombeiro, então pode me ajudar”, comenta.

Além do professor Sérgio, o projeto também conta com a participação das professoras Erika Campos e Regina Bueno Bacellar, as quais vêm desenvolvendo ações, em conjunto com os alunos do UniCuritiba, nos campos do Direito, Cidadania e Educação Ambiental. A ideia é que, em paralelo ao projeto SemeAção, sejam desenvolvidas outras ações sociais e projetos colaborativos em prol da comunidade da Vila Torres.

Sobre a ODPH

A Organização de Desenvolvimento de Potencial Humano (ODPH) é uma Organização da Sociedade Civil que há 12 anos atua na comunidade Vila Torres, em Curitiba (PR). Seu objetivo principal é criar possibilidades de aprendizagem que estimulem a criatividade e o desenvolvimento humano, com o propósito de potencializar as habilidades e competências de crianças, adolescentes, jovens e adultos.

O trabalho é desenvolvido por meio do programa Cultivando Sonhos e dos projetos Aprendiz em Ação, SemeAção e o Conecta. A ideia principal é alcançar todas as fases do desenvolvimento humano, da infância à fase adulta de ambos os gêneros e ainda, envolver diferentes núcleos de organizações da sociedade e transformar vidas. Mais informações, acesse o site https://www.odph.org.br/ ou entre em contato pelo telefone (41) 99571-8760.

Sobre o UniCuritiba

Com mais de 70 anos de tradição e excelência, o UniCuritiba é uma instituição de referência para os paranaenses e reconhecido pelo MEC como uma das melhores instituições de ensino superior de Curitiba (PR). Destaca-se por ter um dos melhores cursos de Direito do país, com selo de qualidade OAB Recomenda em todas as suas edições, além de ser referência na área de Relações Internacionais. Conta com mais de 40 opções de cursos de graduação, em todas as áreas do conhecimento, além de cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado.

Possui uma estrutura completa e diferenciada, à disposição dos seus mais de 6 mil estudantes, com dois campi (Milton Vianna Filho e Pinheirinho) e mais de 60 laboratórios. Com professores mestres e doutores que possuem vivência prática e longa experiência profissional, o UniCuritiba tem seu ensino focado na conexão com o mundo do trabalho e com as práticas mais atuais das profissões, estimulando o networking e as vivências multidisciplinares.