O litro da gasolina ficou R$ 0,20 mais caro desde o último sábado (18), nas refinarias da Petrobras. Com isso, o preço do combustível vendido para as distribuidoras passou de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro, um aumento de 5,18%. Já o litro do diesel comercializado nas refinarias passou de R$ 4,91 para R$ 5,61, um aumento de R$ 0,70, ou 14,26%. O preço final da gasolina, cobrado do consumidor, inclui ainda impostos, a mistura obrigatória de etanol anidro e as margens das distribuidoras e dos postos de gasolina. Segundo a Petrobras, a parcela da empresa no preço final ao consumidor passou de R$ 2,81 para R$ 2,96 por litro.

99 e 39 DIAS

De acordo com a estatal, o combustível não era reajustado desde 11 de março, portanto, há 99 dias. Assim como acontece com a gasolina, o preço final do diesel, cobrado do consumidor, inclui impostos, margens de distribuidoras e postos de combustíveis e a adição obrigatória de biodiesel. Segundo a empresa, a parcela da Petrobras no preço cobrado ao consumidor passará de R$ 4,42 para R$ 5,05 a cada litro vendido na bomba. O último reajuste ocorreu em 10 de maio, ou seja, há 39 dias.

EFEITOS DA SELIC

A elevação da taxa Selic (juros básicos da economia), decidida pelo Banco Central na última semana, continuará a encarecer o crédito e as prestações, segundo a Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). Apesar de o impacto na ponta final ser diluído, por causa da diferença muito grande entre a taxa básica e os juros efetivos de prazo mais longo, o tomador de novos empréstimos sentirá os efeitos do aperto monetário.

Segundo a Anefac, o juro médio para as pessoas físicas passará de 117,23% para 118,21% ao ano. Para as pessoas jurídicas, a taxa média sairá de 56,57% para 57,29% ao ano. A Selic passou de 12,75% para 13,25% ao ano.

EXEMPLOS PRÁTICOS

No financiamento de uma geladeira de R$ 1,5 mil em 12 prestações, o comprador desembolsará R$ 0,38 a mais por prestação e R$ 4,62 a mais no valor final com a nova taxa Selic. O cliente que entra no cheque especial em R$ 1 mil por 20 dias pagará R$ 0,27 a mais.

Na utilização de R$ 3 mil do rotativo do cartão de crédito por 30 dias, o cliente gastará R$ 1,20 a mais. Um empréstimo pessoal de R$ 5 mil por 12 meses cobrará R$ 1,24 a mais por prestação e R$ 14,82 a mais após o pagamento da última parcela.

POUPANÇA

A Anefac também produziu uma simulação sobre o impacto da nova taxa Selic sobre os rendimentos da poupança. Com a taxa de 13,25% ao ano, a caderneta só rende mais que os fundos de investimento quando o prazo da aplicação é curto e a taxa de administração cobrada pelos fundos é alta. Segundo as simulações, a poupança rende mais que os fundos em dois cenários. O primeiro é para aplicações de até seis meses em relação a fundos com taxa de 2,5% ao ano. O segundo é para aplicações de até dois anos em relação a fundos com taxa de administração de 3% ao ano. A vantagem dos fundos ocorre mesmo com a cobrança de Imposto de Renda e de taxa de administração. Isso porque a poupança, apesar de ser isenta de tributos, rende apenas 6,17% ao ano (0,5% ao mês) mais a Taxa Referencial (TR), que aumenta quando a Selic sobe. Esse rendimento da poupança é aplicado quando a Selic está acima de 8,5% ao ano, o que ocorre desde dezembro de 2021.

VENDAS DA EMBRAER

O Ministério da Defesa da Holanda confirmou que vai comprar cinco aviões cargueiros C-390M, fabricados pela Embraer. De acordo com o governo holandês, a primeira aeronave deve ser entregue em 2026. O país é um dos integrantes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). O custo da compra é estima de 1 bilhão de euros.

SUPERANDO A CONCORRÊNCIA

Segundo comunicado do órgão, o avião da Embraer foi escolhido por apresentar vantagens operacionais e técnicas em relação à aeronave C-130J da Lockheed Martin, outro modelo usado com frequência por forças militares de diversos países. Em nota, a Embraer comemorou o anúncio do governo holandês e declarou que está honrada com a decisão. “Reconhecendo que ainda há muito trabalho a ser feito nos próximos meses, estamos comprometidos com o sucesso desta nova fase de cooperação com o Ministério da Defesa da Holanda”, afirmou a empresa.

BITCOIN EM BAIXA

O Bitcoin caiu para abaixo de 20 mil dólares no último sábado (18), patamar mais baixo em 18 meses, estendendo sua queda, à medida em que investidores mostram nervosismo pelos problemas cada vez maiores da indústria e com a retração geral de ativos mais arriscados continuando. O setor de moedas digitais levou um golpe esta semana, após a empresa de empréstimos de criptomoedas Celsius congelar saques e transferências entre contas, enquanto algumas empresas de cripto demitiram funcionários e houve relatos de que um hedge fund (fundos flexíveis que buscam proteção de investimentos) de criptomoedas havia tido problemas.

QUEDA DE 59%

Isso acontece paralelamente a uma queda nas ações, com papéis norte-americanos passando pela sua maior baixa semanal em porcentagem em dois anos, com temores direcionados ao crescimento das taxas de juro e uma possibilidade cada vez maior de recessão. O Bitcoin, maior criptomoeda do mundo, teve uma última queda de 7,3%, para US$ 19,085, tendo chegado anteriormente a US$ 18,732 dólares, seu patamar mais baixo desde dezembro de 2020. A cripomoeda caiu 59% este ano, e a sua principal rival, a ether, apoiada pela Ethereum, caiu 73%. Em 2021, o Bitcoin atingiu um pico de US$ 68 mil dólares.

CRÍTICAS AO CHEFE

Um grupo de funcionários da SpaceX, empresa aeroespacial controlada pelo bilionário Elon Musk, fez uma carta aberta criticando o “chefe”. A carta aberta classificou o comportamento e os tweets de Musk de “uma fonte frequente de distração e constrangimento para nós, principalmente nas últimas semanas”. O documento, que começou a circular entre os funcionários nos últimos dias, pedia à liderança da SpaceX que condenasse e se distanciasse da “marca pessoal” de Musk.

DEMITIDOS

O resultado da carta aberta foi a demissão de cinco funcionários, que foram identificados pela direção da Space X como os mentores do documento. A presidente da SpaceX, Gwynne Shotwell justificou as demissões, dizendo que “Temos muito trabalho crítico a realizar e não há necessidade desse tipo de ativismo exagerado”.

RETROCESSO

Por conta da pandemia, da recessão econômica e pelo desmonte de políticas públicas feito pelo governo federal, o Brasil vive um retrocesso social que faz índices voltarem a ser como os de 30 anos atrás. O economista-chefe da MB Associados, Sérgio Vale, ouvido pelo jornal O Globo, diz que este desmonte de políticas públicas trouxe de volta a fome, a pobreza, a inflação, o desmatamento, a inflação e a evasão escolar, dentre outros problemas.

EXEMPLOS

Exemplos são muitos: o PIB atual voltou a ser igual ao de 2013; a produção nacional de veículos ficou igual a de 2006, ou seja, 16 anos atrás. A fome entre a população passou a ser a mesma registrada em 1992, com 33 milhões de brasileiros se alimentando mal ou não se alimentando. Em 2014, o Brasil tinha 9,5 milhões de pessoas em situação de fome.  A economista Silvia Matos, da Fundação Getúlio Vargas, diz que teremos de nos acostumar com crescimento econômico menor, uma inflação difícil de ser combatida, mais juros e um equilíbrio mundial muito ruim.

COMITÊ ESG

Lançado em outubro de 2021, o Comitê Técnico Público-Privado de ESG foi formado para tornar o Paraná uma referência nacional em gestão de sustentabilidade, inclusão social e competitividade no ambiente de negócios. ESG é sigla para Environmental, Social and Governance ou Governança Corporativa, Social e Ambiental, em tradução livre. Na mais recente reunião, realizada em 13 de junho último, as equipes formadas por integrantes do poder público e privado apresentaram as propostas dos 10 pilares para promover a sustentabilidade no Estado: resíduos sólidos, água, energia, biodiversidade, emissões GEE, gestão pública, diversidade, inclusão social, PME e empreendedorismo e educação.

PARCERIA COM SEJUF

A MRV, empresa do grupo MRV&CO que lidera o mercado habitacional no Brasil, faz par com a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho do Governo do Paraná (SEJUF) e participa do subcomitê de inclusão social. A proposta de trabalho desse pilar é fortalecer a relação cidadão e poder público, ampliar a acessibilidade às ferramentas e instrumentos públicos e melhorar o acesso a oportunidades de emprego formal e renda. O diretor executivo de Relações Institucionais e Sustentabilidade da MRV, Raphael Lafetá, comenta que o convite para atuar no Comitê levou em consideração a presença da MRV e as várias ações da empresa voltadas ao ESG no Paraná e nos outros 21 Estados em que atua.

INADIMPLÊNCIA

A quantidade de brasileiros que está devendo chegou ao número recorde de 66.132.670 pessoas, de acordo com levantamento da Serasa Experian. O número é maior desde que a série histórica começou em 2016. Somente do início do ano até agora, mais de 2 milhões de brasileiros se tornaram inadimplentes. Ao todo, eram R$ 271,6 bilhões em dívidas entre os inadimplentes. Com relação ao perfil das dívidas, os segmentos de bancos e cartões possui 28,1% dos débitos, enquanto contas básicas como água, luz e gás representam 22,9%. Na comparação com abril de 2021, o setor de financeiras foi o que teve maior aumento na participação de inadimplência, indo de 9,6% para 12,4%.

CARNE DE FRANGO

Levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostram que as exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 429,6 mil toneladas em maio, volume que supera em 3,7% o total embarcado no mesmo período do ano passado, quando foram registradas 414,3 mil toneladas.

CRESCIMENTO DE 37%

Com este desempenho, o setor alcançou receita de US$ 904,6 milhões, número 37,8% superior ao alcançado em maio de 2021, com US$ 656,3 milhões. No saldo acumulado no ano (janeiro a maio), as exportações de carne de frango alcançaram 1,990 milhão de toneladas, número 7,8% maior do que as 1,846 milhão de toneladas registradas em 2021. No mesmo período, a receita em dólares das vendas internacionais alcançou US$ 3,776 bilhões, número 33,6% maior que o resultado alcançado no ano passado, com US$ 2,826 bilhões.