Diamante é coisa de cinema

426

O diamante Tiffany de 128 quilates, notabilizado com Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo e reluzindo recentemente no pescoço de Lady Gaga, aparecerá na nova versão de Morte no Nilo, baseado no clássico de Agatha Christie. Estrelado por Gal Gadot, Armie Hammer,Tom Bateman, Annette Bening, Kenneth Branagh (também na direção), Russel Brand e Ali Fazal, o filme estreia em 23 de outubro nos EUA  e em  novembro no Brasil.

Durante o mês de lançamento, a Tiffany & Co. promoverá o filme em suas lojas e rede digital, destacando os diamantes amarelos. E as vitrines que melhor revelarem o universo de Agatha Christie, mais as joias do filme, serão exibidas na Tiffany de Nova York, Los Angeles e Londres.

“Um papel central na adaptação do romance clássico de Agatha Christie é merecedor de nosso diamante inestimável”, observa o diretor artístico da empresa, Reed Krakoff, lembrando que o exemplar “é um símbolo inestimável dos mais altos padrões de artesanato na Tiffany, e raramente aparece fora de seu cofre”. O referido diamante amarelo é muito raro. Foi descoberto em 1877, com incríveis 287,42 quilates, nas minas da África do Sul. Adquirido por Charles Lewis Tiffany, em 1878 foi lapidado em Paris, ganhando 82 facetas e 128,54 quilates.

O romance Morte no Nilo, editado em 1937, apresenta o detetive belga Hercule Poirot no Egito. De férias, ele vai ter um crime a desvendar justamente no navio em que viaja com sofisticados turistas. E o diamante é destaque no âmago da trama cheia de mistério e suspense mais uma vez adaptado para as telas.

Atemporal é o tempo da moda

As novidades em laminados para calçados e acessórios que a Cipatex® exibe na versão online do Inspiramais, salão de design de matérias-primas, segue a tendência de moda atemporal, com  tecnologia e conceito sustentável, em uma coleção alinhada com a nova dinâmica mundial.

“Devido à tecnologia Vinyl Tech, as novidades em laminados possibilitam uma vida mais longa ao produto final, assim como conforto térmico, toque macio, performance e otimização do processo fabril”, diz Silvio Martins, gerente de marketing da empresa, que também é patrocinadora do evento.

O formato 100% digital do Inspiramais estreou nessa semana e fica disponível a acessos por um mês. Entre centenas de novidades, um fio condutor se percebe: atender o consumidor mais consciente. É o caso da coleção Revolution, da Cipatex, assinada pela estilista Tatiana Ritzel. Diz ela que materiais e cores atemporais, que perduram por mais tempo, atendem os clientes independente da estação. Além disso,  os laminados foram desenvolvidos com menos processos industriais, utilizando o menor número possível de etapas de produção, visando ainda mais a sustentabilidade. “Com isso, reafirmamos o propósito da coleção norteada pelo classicismo, atemporalidade e apelo sustentável”, complementa.

Prêmio Kisafix é de Franca

Em cerimônia online, integrando a programação do Inspiramais 2021_II 100% Digital, foi anunciado o vencedor do 3º Desafio Kisafix de Design Calçadista – Prêmio Acesso: o designer Davi Pereira Melo, de 20 anos, morador de Franca/SP. Jean Pinheiro e Cenira Verona, da diretoria da empresa, comandaram a cerimônia de premiação.  Ele, que ganhou viagem para Milão, apresentou o projeto ShapeShifter.

O nome ShapeShifter (metamorfo, aquele que troca de forma) é apropriado: o tênis pode ser personalizado de nove formas diferentes, por meio de um botão de pressão localizado em sua lateral, permitindo acoplar gorgurões e um bolso removível. Versátil e também sustentável: o couro do cabedal proveniente de sobras de fábricas de calçados, a lona é feita com fios de garrafas PET e o tapete da sola vem da reciclagem de borrachas, forro em poliamida reciclada biodegradável e palmilha biodegradável, além de diversas tecnologias Kisafix.

Fique em casa com Piccadilly

No mercado há 65 anos, sempre com uma produção (25 mil pares diários) voltada para a mulher bater perna, a  Piccadilly acompanha as atuais necessidades da consumidora que também busca conforto dentro de seus lares. Assim, de forma inédita, apresenta sua linha Home. Disponível nas principais vitrines do país e no e-commerce da marca (www.piccadilly.com.br), a linha segue o estilo calce fácil: tamancos, mules e rasteirinhas.

 

 

Proteção com arte

Em parceria com a empresa Ghola Camisas, de Porto Alegre, a artista plástica gaúcha Milena Juliano  escolheu quatro obras para estampar as máscaras feitas em neoprene: Enquanto Há Vida, Há Esperança, Geometria da Vida, Energia do Coração e Universo.

“As primeiras máscaras foram feitas para que fizéssemos uma doação e também para presentear os amigos e familiares, levando arte neste momento difícil que estamos vivendo. O retorno foi tão positivo que agora estamos viabilizando que empresas possam adquirir a quantidade desejada e façam também suas doações”, diz Milena, que  participa, com onze brasileiras, da 5ª edição do Salão Internacional de Pintura, promovido pela Menduina Schneider Art Gallery, em Los Angeles.