Democratização do crédito e diversidade

347

Conheça a executiva de 34 anos que comanda os setores de vendas e marketing da Finplace, empresa da qual é co-fundadora; fintechsaltou de 188 clientes (março) para mais de 1.000 clientes em plena pandemia

Patricia Rechtman tem 34 anos e é co-fundadora da fintechFinplace (empresa criada há apenas 8 meses e que tem tido um crescimento meteórico), onde comanda uma equipe de 12 pessoas e tem como objetivos democratizar o acesso ao crédito para startups e pequenas empresas, além de promover a diversidade.

Em plena pandemia, a Finplace saltou de 188 clientes (março) para mais de 1.000clientes (em um cenário no qual o crédito praticamente não chega às mãos dos pequenos empresários), e foi o meio responsável por mais de R$ 190 milhões chegarem às pequenas empresas nos últimos meses.

Além de explicar o sucesso de sua companhia, Patricia pode falar sobre como é ser mulher, homossexual e jovem em um mercado dominado basicamente por homens brancos, maduros e heterossexuais (como é setor financeiro), entre outros temas.

Sobre a executiva
Patricia Rechtman é formada em publicidade pela ESPM e pós-graduada em Marketing pela FGV. Iniciou sua carreira na IBM, onde despertou sua paixão por tecnologia. Trabalhou em cargos estratégicos em outras grandes empresas, até se tornar uma das fundadoras da Finplace, onde enxergou a possibilidade de construir algo que poderia revolucionar o mercado de crédito brasileiro.

Sobre a Finplace
A Finplace é uma inovadora plataforma que está quebrando paradigmas no mercado de crédito. Ela conecta instituições financeiras com empresas que precisam antecipar receitas futuras. A Fintech foi lançada em novembro de 2019 pelos mesmos sócios do Grupo Credit Brasil, que tem mais de 24 anos de atuação no mercado financeiro. Para saber mais sobre a Finplace, visite o site www.finplace.com.br