DE UMA CHANCE AOS VINHOS BRANCOS NESTES DIAS QUENTES

323

( Vinhos Brancos da uva Torrontes Argentina)

Osvaldo Nascimento Junior.

Com a chegada da primavera, aumenta o consumo de vinhos mais refrescantes e leves ao paladar. Para os apreciadores de vinhos é uma excelente época para explora rótulos composta por uvas com uma acidez um pouco mais acentuada como sua característica principal como vinhos brancos, rosés e espumantes, sendo uma das razões para o maior frescor e acidez nesses vinhos é a falta de taninos dos vinhos tintos em sua elaboração para que possam ser servidos gelados. Há uma certa contradição no consumo de vinhos no Brasil. Apesar  nosso clima tropical em especial no Nordeste o ano todo quente, pedir um vinho branco, frutado, e com menor teor alcoólico e  com toda a oferta de frutos do mar nestes 8.500 kms de costa maravilhosa, seria a bebida certa para a harmonização exemplo que ocorre também na Espanha, que tem uma costa mediterrânea  tão longa quanto a do Brasil, com uma oferta de frutos do mar tão gastronômica como o Brasil e talvez até maior, a preferência vai para os tintos em especial a uva Tempranillo da região de Riojas a uva emblemática da Espanha. As importações de 2019 comprovam estes índices, sendo as princioais a Chardonnais e a Sauvignon Blanc. Para 2020 as apostas dos mais procurados recaem sobre vinhos de uvas de outras castas diante dos novos consumidores que já procuram estudar mais sobre o mundo vínico descobrindo uvas como a alemã Riesling considerada tecnicamente a melhor uva branca e pelos rótulos da África do Sul com as uvas francesas Ugni Blanc, com uma proposta mais moderna e muito foco nas notas frutadas da região do Loire. Portugal com suas uva autócnes (próprias), como a Alvarinho e Loureiro dos Vinhos Verdes da região do Minho ao noroeste do país ou a uva Torrontés Saltenha argentina a rainha das uvas brancas argentina, a uva das alturas. Em geral são vinhos brancos secos, frutados e limpos e de muito frescor. Se a previsão do tempo continua apontando para dias de calor, por que não provar esses vinhos maravilhosos que o mundo vínico nos oferece? Lembre-se ” beber só o que se conhece é perder a chance de se surpreender”. Veja mais em nosso livro VINUM VITA EST – A HISTÓRIA VISTA PELO VINHO e em nossas Colunas VINUM VITA EST em colunistas no digital www.icmews.com.br

AVOE. BRADO DE SAUDAÇAÕ A BACO POR SEUS SÚDITOS.

Osvaldo Nascimento Junior.