Custo de produção da caixa de ovos muito acima do preço de comercialização atual

326

Enquanto na avicultura de corte se encontra mensalmente nos meios de comunicação especializados o levantamento do custo do frango vivo, na avicultura de postura comercial isso não acontece. E, quando disponibilizados, apresentam grande defasagem de tempo.

Com isso, se verificam tentativas de aproximação do custo de produção da caixa de ovos e um dos parâmetros utilizados diz respeito ao milho, principal matéria-prima utilizada na alimentação das aves.

Considerando o histórico do custo de produção nos últimos seis anos e o preço médio da saca de milho no período, se verifica que a participação do milho atingiu um mínimo de 64,5% até o máximo de 80,6%. O significado disso é que no período analisado o índice de 80% alcançado em 2016 foi na quebra da safra que elevou consideravelmente os preços no mercado brasileiro.

Tomando-se por base o preço médio anual da saca de milho e o índice de participação de 80% tem-se um custo aproximado de R$71,00. Como o preço médio recebido pelo produto na granja ficou na casa dos R$78,00 houve ganho de 11% no período.

Entretanto, no decorrer do segundo semestre de 2020 o cenário de elevação expressiva na matéria-prima onera fortemente os produtores de ovos. Considerando o preço médio atual da saca de milho (R$71,00) o custo estimado chega a quase R$89,00. E as informações de mercado apontam que mesmo após os reajustes obtidos no decorrer da primeira quinzena, a comercialização da caixa de ovos na granja alcança apenas R$80,00.

Entretanto, alguns agentes envolvidos diretamente na comercialização do produto sugerem que o custo de produção já esteja próximo dos R$100,00.

Nesse sentido, diferente dos outros anos, está havendo expressiva elevação de preço também do farelo de soja e isso eleva ainda mais o custo de produção. Ou seja, parece certo um custo de produção superior ao estimado tendo como parâmetro somente o milho.

Fonte: AviSite