Curitiba será a capital do cinema durante a segunda edição do Festival do Paraná de Cinema Brasileiro e Latino, que acontece de 5 a 11 de outubro

Curitiba será a capital do cinema durante a segunda edição do Festival do Paraná de Cinema Brasileiro e Latino, que acontece de 5 a 11 de outubro. O festival levará uma seleção de filmes latinos e até árabes ao Museu Oscar Niemeyer, além de oficinas e mostras paralelas.
Já estão confirmados na competição os longas-metragens brasileiros Querô (de Carlos Cortez), Esses Moços (de José Araripe Jr.) e Jardim Ângela (de Evaldo Mocarzel), além do venezuelano O Último Bandoneón (de Alejandro Saderman), do argentino O Fundo do Mar (de Damián Szifron) e do boliviano American Visa (de Juan Carlos Valdivia).
No Festival do Paraná, os longas-metragens concorrem nas seguintes categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Atriz, Melhor Ator, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Roteiro, Melhor Edição, Melhor Fotografia e Melhor Música Original. Há também o Prêmio Popular de Melhor Filme escolhido pela platéia. Já os curtas concorrem a Melhor Filme e Melhor Diretor.
Os vencedores vão receber o Prêmio Araucária de Ouro, criado pela artista plástica Janet Mehl. Um diferencial do festival é a premiação em dinheiro. Os vencedores das categorias Melhor Diretor de Longa-Metragem e Melhor Diretor de Curta-Metragem receberão prêmios no valor de R$ 10 mil e R$ 4 mil respectivamente.
Grande destaque do festival, a “Mostra de Cinema Oriental” apresentará oito filmes que formam um panorama da produção cinematográfica em países árabes e africanos.