Curitiba é eleita a capital com a melhor gestão pública do Brasil

352
Cidades Excelentes

Curitiba foi eleita no dia 23 de novembro, em Brasília, a capital brasileira mais eficiente e com a melhor gestão pública pelo Prêmio Cidades Excelentes, uma iniciativa do Grupo Bandeirantes de Comunicação em parceria com o Instituto Aquila.

O objetivo da premiação é reconhecer boas práticas, contribuindo para evolução da gestão pública nos 5.570 municípios brasileiros.

O prefeito Rafael Greca foi representado no evento de premiação pelo vice-prefeito Eduardo Pimentel e pela secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

“FIQUEI EM CURITIBA IMERSO NO NATAL DA LUZ DOS PINHAIS”, DISSE O PREFEITO. “CELEBRO COM TODA ALEGRIA ESSE RECONHECIMENTO DA QUALIDADE DO TRABALHO DESENVOLVIDO EM CURITIBA.”

Para Eduardo Pimentel, “a escolha de Curitiba como a cidade com a melhor gestão pública do Brasil por um fórum tão qualificado é uma demonstração que nossa administração, liderada pelo prefeito Rafael Greca, está no caminho certo.”

Pilares

Curitiba teve a maior pontuação média entre as capitais brasileiras nos pilares eficiência fiscal e transparência, educação, saúde e bem-estar, infraestrutura e mobilidade urbana e desenvolvimento socioeconômico e ordem pública.

Destaque para a área de educação que teve a maior nota pelo instituto (80,1).

Outro ponto destacado pela premiação foi a qualidade da eficiência fiscal da capital paranaense.

De acordo com a reportagem da Band TV, veiculada no evento, Curitiba em 2016 tinha o pior caixa entre todas as capitais. Com um plano fiscal audacioso, conseguiu equilibrar as finanças e se tornar a cidade mais eficiente do Brasil na área.

Reconhecimentos

O vice-prefeito destacou ainda outros prêmios que Curitiba ganhou nos últimos dias, como um dos seis projetos mais inovadores do mundo no World Smart City Awards, em Barcelona, pelo Plano de Retomada Econômica.

“Temos feito um grande trabalho para consolidar Curitiba como a cidade mais inovadora, tecnológica e sustentável do Brasil, projetando o nome da nossa cidade para todo o mundo”, afirmou.

Metodologia

A avaliação para o prêmio da Band é feita a partir da ferramenta desenvolvida pelo Instituto Aquila, IGMA, que consolida resultados a partir de 41 indicadores.

Eficiência fiscal e transparência, educação, saúde e bem-estar, infraestrutura e mobilidade urbana e desenvolvimento socioeconômico e ordem pública estão entre os itens avaliados.

Todos os municípios foram agrupados em três categorias de acordo com o porte da população local: menor ou igual a 30 mil habitantes, entre 30 mil e 100 mil habitantes e acima de 100 mil habitantes.

Para a etapa nacional, duas novas categorias ganham destaque: cidades acima de 500 mil habitantes e capitais.

Presenças

O evento em Brasília contou com a presença do vice-presidente Hamilton Mourão, do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, do presidente da Câmara, Arthur Lira, e do presidente Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão, João Carlos Saad.