Cresce aprovação de Bolsonaro

318

Muita gente vai ficar de maus bofes com o resultado desta pesquisa. Que fazer? A verdade é que a popularidade do presidente Jair Bolsonaro cresceu e o percentual de brasileiros que considera seu governo ótimo ou bom chegou a 40%, em setembro. Segundo a pesquisa CNI-Ibope, divulgada ontem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), a taxa reverte tendência de queda que se observava até dezembro de 2019, última edição do levantamento.

A aprovação de maneira de governar do presidente subiu de 41% para 50% e a parcela de brasileiros que diz confiar no presidente cresceu de 41% para 46%, ainda inferior aos 51% que dizem não confiar e abaixo dos 51% registrados no início do mandato.

A popularidade do presidente Jair Bolsonaro cresceu mais entre os entrevistados com menor grau de instrução. Entre aqueles com até a oitava série da educação fundamental, a parcela que avalia o governo como ótimo ou bom subiu de 25% para 44%.

Guto com Guedes

O secretário-chefe da Casa Civil, deputado Guto Silva, se encontrou ontem com o Ministro da Economia Paulo Guedes e o líder do governo Bolsonaro, deputado federal Ricardo Barros, em Brasília. Os três trataram de recursos para o Paraná e de uma remodelação do Pacto Federativo.

Denunciado

O Ministério Público do Paraná (MPPR), a partir do Gaeco, apresentou nova denúncia criminal no âmbito da Operação Rádio Patrulha, deflagrada para apurar direcionamento de licitação destinada à compra de maquinários para o programa estadual Patrulha do Campo. São denunciadas quatro pessoas por lavagem de dinheiro, incluindo o ex-secretário de Assuntos Estratégicos do Paraná (gestão 2011-2014) Edson Casagrande e sua mulher.

É o cumulo

É grotesco. Há quem acredite que é possível enganar a população para tirar proveito pessoal. Que nome tem isso? Antigamente era falcatrua. Vamos aos fatos. A candidata Paula Milani Cardoso da Silveira Simões, que sonha ser vereadora em Curitiba pelo Partido da Mulher Brasileira (PMN) adicionou “Bolsonaro” ao seu nome. Com isso, espera que os adeptos do presidente sejam induzidos a votar nela. Seu nome de candidata agora é Paula Milani Camp C/ Bolsonaro. Seu numero é 35038.

Mulheres

O percentual de mulheres candidatas a uma vaga na Câmara Municipal de Curitiba em 2020 é de 32,6%. Dos 1.190 candidaturas, 388 são femininas e 802 masculinas. O número é pouco maior do que o mínimo estabelecido para os partidos brasileiros – que são obrigados a respeitar a reserva de 30% das candidaturas para mulheres. Mesmo assim, se todas as candidaturas lançadas forem homologadas pela Justiça Eleitoral, haverá aumento de 1,3% em comparação com as eleições municipais anteriores, em 2016, quando a capital paranaense teve 349 (31,3%) candidatas ao cargo de vereador na capital.

Soberba da ignorância

Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (23) pelo IBGE revela que, no mês de agosto, quatro em cada dez paranaenses não estavam respeitando o isolamento social. Entre os 11,46 milhões de residentes no estado, 108 mil (0,9% do total) não fizeram qualquer medida de restrição em face da pandemia, enquanto outros 4,47 milhões (38,9%) até reduziram o contato com outras pessoas, mas continuaram saindo de casa e/ou recebendo visitas.

Passando vergonha

A única novidade do discurso de Bolsonaro na ONU (por conta da pandemia, mandou seu discurso por vídeo) foi que ele não falou sobre a cloroquina, nem exibiu a caixinha do remédio. De resto, a maioria dos pontos focalizados pelo Chefe do Governo são ficções da cabeça dele conhecidas dos brasileiros e que não tiveram e repercussão mundial desejada (só negativa). Ele disse que vítima de “uma campanha conspiratória” e uma das mais brutais é sobre Amazônia e o Pantanal. Lá, o fogo acontece por causa dos incêndios dos índios e caboclos que “queimam seus roçados”.  Disse ter “tolerância zero com o crime ambiental” e com referência à pandemia, culpou a imprensa que teria “disseminado pânico”. E elogiou Trump, que o ignorou no discurso seguinte.

Duas canoas

Com o governo do presidente Bolsonaro e o grupo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, se digladiando pelo controle da Casa em 2021, o presidente dos Republicanos, deputado Marcos Pereira (SP) tenta se manter com um pé em cada canoa até fevereiro para se viabilizar como candidato à sucessão. Ele tenta passar a imagem de candidato independente que, apesar de aliado de Bolsonaro, não é “submisso”. Seria um perfil parecido com o de Maia, que dispensa melhores olhares a Baleia Rossi do MDB.

“Tática”

Para Gleisi Hoffmann, presidente do PT, o partido fez gestos importantes a aliados nessa disputa municipal e não está isolado. Para ela, a decisão de lançar chapas em praticamente todas as capitais e cidades com mais de 200 mil habitantes é “tática”, não falta de opção diante de conflitos de centro-esquerda e críticas de antigos aliados ao PT.

Filas do INSS

Por conta e em meio à pandemia, há, hoje, cerca de 2 milhões de pedidos na fila de benefícios do INSS ou de auxílio emergencial. O número de pessoas aguardando análise do INSS vem caindo, mas ainda há 1,6 milhão de requerimentos em espera. No caso do auxílio de R$ 600, são 446,8 mil solicitações em processamento. Cerca de 750 mil pedidos aguardam uma primeira análise do INSS e outras 900 mil dependem do envio de documentação suplementar pelo requerente, o chamado cumprimento de exigência.

Insuficiente

As medidas de ajuste fiscal que constam da emenda constitucional 95, que instituiu o teto de gastos da União e das propostas de emenda constitucional 186 e 188, conhecidas como PEC Emergencial e Pacto Federativo, não abrem espaço no teto de gastos para o aumento de investimentos para a Renda Brasil, mesmo depois que os gatilhos dispararam e o governo as acionar, de acordo com avaliação que está sendo feita nas áreas técnicas do governo e do Congresso. As medidas evitam apenas que as despesas cresçam mais do que a inflação. Assim mesmo por um determinado período.

Menos incidência

Há quase dois meses, o Brasil vem apresentando dados animadores em relação à pandemia do coronavírus e reduziu o número de casos ativos, pessoas atualmente infectadas, para 507,8 mil. Esse é o menor número de pessoas doentes ao mesmo tempo desde 24 de junho. Com o número de curas frequentemente maior do que novos contágios, a marca psicológica de 500 mil casos deve ser cruzada agora, para baixo.

Noção

Para quem não tem noção: a Amazônia Legal é um área de 5,2 milhões de quilômetros quadrados que corresponde a 61% do território brasileiro. É um território 25% maior que a soma da área de todos os países da União Europeia e Reino Unido.

No vizinho

Enquanto Bolsonaro denuncia os “comunistas” da Argentina, a gestão de Alberto Fernández atrai divisas da indústria têxtil brasileira. O governo argentino está oferecendo benefícios para as empresas do setor que queiram investir no país. Foi o caso da cearense Santana Textiles que acaba de inaugurar sua segunda fábrica lá, um projeto perto de US$ 12 milhões. A própria vice-presidente Cristina Kirchner participou de videoconferência. Detalhe: quando Santana instalou sua primeira fábrica na Argentina, em 2008, Cristina estava na presidência.

Exceção

Bolsonaro tem dito que não vai se envolver em eleições municipais. A promessa, ao que parece, tem exceções. Celso Russomano está afirmando que ele se comprometeu a gravar um vídeo de apoio a seu programa eleitoral. É tudo que Bruno Covas menos quer. Mais: pesquisas domésticas dizem que vídeos de apoio de João Doria não fariam grande interesse e pouco significariam diante do apoio de Bolsonaro a Russomano.

Conjunta

O Brasil, mais precisamente a área de inteligência da Polícia Federal, está dando apoio ao Paraguai na ações para o resgaste do ex-vice-presidente do país. Oscar Sanchez. O político foi sequestrado pelo EPP (Exército do Povo do Paraguai), grupo de guerrilheiro aliado ao PCC no tráfico de drogas. Detalhe: outra participação brasileira também se dá com o uso dos blindados Urutu e Cascavel, comprados pelo Exército do Paraguai nos anos 80 da antiga Engesa.

Pós-pandemia

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello discute desde já com secretários estaduais da Saúde o destino que será dado no pós-pandemia, aos equipamentos hoje disponibilizados exclusivamente para pacientes da covid-19. Os estados querem ficar com respiradores, monitores, sensores e tudo mais. Alguns secretários, inclusive, vislumbram a oportunidade de ampliar hospitais da rede pública com recursos do SUS para receber os equipamentos.

Fúria

O senador Álvaro Dias (Pode-PR) acha que “advogados dos corruptos devem estar enfurecidos” com a decisão do CNJ que referendou ato do novo presidente do STF, Luiz Fux, para restringir soltura de presos por corrupção que alegam risco de covid-19 para sair da cadeia.

Frases

“Corrupção no Rio passa por metástase.”

Fernando Gabeira