Audrey Grubba: “ é a primeira vez que a arrecadação do ICMS na cidade de Ponta Grossa passa de um bilhão”.  

A participação do município de Ponta Grossa na arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços), no período de Janeiro/2021 a Dezembro/2021 correspondeu a 67,41% do total da arrecadação do tributo na Região dos Campos Gerais (22 municípios). Estes dados constam de um balanço realizado pela 3a. Delegacia Regional da Receita Estadual    que tem como delegada Audrey Grubba e que concedeu entrevista à coluna BUSINESS WOMAN, revelando interessantes comparativos.

Em síntese, a arrecadação do ICMS no município de Ponta Grossa apresentou um resultado superior ao apresentado para todo o Paraná o que aponta tanto para uma tendência de recuperação da atividade econômica na região quanto para a consistência no desempenho positivo, inclusive no período pré-pandemia. Nos municípios da região, o total recolhido em 2021 teve um crescimento ainda maior, de 34,2%, chegando a R$ 1,58 bilhão.

Segundo Audrey Grubba “ é a primeira vez que a arrecadação do ICMS na cidade de Ponta Grossa passa de um bilhão. O resultado positivo pode ser uma combinação de fatores. Tanto com a retomada da economia, com as empresas aquecendo suas vendas e consolidando suas posições no mercado como também quanto a uma série de medidas adotadas pelos governos Estadual e Municipal. ”

E enfatiza Audrey: “ Na esfera estadual, no caso específico da 3a. Delegacia Regional da Receita Estadual de Ponta Grossa, cabe destacar também o uso contínuo de métodos e ferramentas de controle de arrecadação pela administração tributária (onde há um acompanhamento contínuo do desempenho apresentado pelos contribuintes, com ênfase nos maiores), visando o correto cumprimento da legislação e do recolhimento dos tributos.”

De acordo com a delegada, “ressalto também que, ao longo de 2021, foram realizadas diversas operações especiais de fiscalização (algumas delas em conjunto com outros órgãos, tais como a PMPR, Polícia Civil, Guarda Municipal, AMTT)  com o objetivo de coibir a sonegação fiscal na região. Salientando sempre a busca pelo melhor atendimento ao cidadão, com ética e eficiência, com cobranças de metas e resultados das equipes envolvidas”.

O destaque de Ponta Grossa com a arrecadação, se deve especialmente à presença das duas grandes  empresas cervejeiras, a Heineken e a Ambev, em que, devido à alta produção e elevado percentual de tributação, historicamente lideram como as empresas que mais pagam esse imposto na cidade e na região.

Audrey Grubba, três anos como delegada

“O grande desafio foi adaptar-se à nova realidade e rotina de trabalho imposta pela pandemia”, comenta Audrey Grubba

A delegada Audrey Grubba completou três anos à frente da Delegacia Regional da Receita Estadual de Ponta Grossa, que representa a terceira maior arrecadação de ICMS do Estado do Paraná.

“Foi a maior responsabilidade da minha vida profissional”, disse  Audrey. Ela explica que, neste período, o grande desafio foi adaptar-se à nova realidade e rotina de trabalho imposta pela pandemia. “Em 2020, iniciou-se a pandemia e passamos por muitas dificuldades. Com o apoio dos funcionários da Regional, conseguimos alcançar todas as metas determinadas pela Direção, como por exemplo, o aumento da arrecadação do ICMS e a queda da inadimplência do pagamento dos impostos”, afirma.

“A economia dos Campos Gerais está em franco desenvolvimento e as empresas têm cumprido com suas obrigações tributárias, o que favorece a sociedade como um todo”, enfatiza.