Empreendimentos da Capital Realty são os primeiros no Sul a usar a tecnologia; média de tempo para entrada nos condomínios diminuiu mais de 80%

Os condomínios logísticos da Capital Realty, líder do segmento no Sul do Brasil, começaram a oferecer controle de acesso digital. Clientes, visitantes e motoristas agora podem fazer seu cadastro online sem precisar passar pela portaria e filas de espera. Com a digitalização do processo, o empreendimento oferece rastreabilidade de todas as autorizações de acesso, com controle de todas as solicitações de entrada e saída. Além disso, o sistema tem integração com a base de dados do Cadastro de Pessoa Física (CPF) da Receita Federal do Brasil (RFB), que garante a veracidade dos dados informados no cadastro.

A solução também agiliza o acesso nas portarias e evita filas. Com a implementação, a média de tempo de acesso foi reduzida em mais de 80%. Os visitantes podem realizar todas as etapas pelo próprio celular ou por totens de autoatendimento disponíveis nas áreas de entrada.

Os empreendimentos da empresa foram os primeiros no Sul a adotar o controle de acesso digital. No Mega Curitiba, o número de visitas e motoristas mensais já superou 9 mil, além de 1,4 mil funcionários que utilizam o sistema diariamente, recorde de utilização na plataforma. O sistema começou a ser usado também nos outros empreendimentos da companhia, no Mega Esteio, no Rio Grande do Sul, e Mega Itajaí, em Santa Catarina.

“A gestão do acesso dos colaboradores, motoristas e visitantes passa a ser feita diretamente pelas empresas locatárias do próprio condomínio, por meio de portais e aplicativos com acesso restrito. São várias vantagens: mais agilidade, privacidade no tratamento dos dados pessoais e autonomia, eliminando intermediários. Quem entra utiliza o próprio celular para gerar uma chave de acesso, a partir de um QR Code randômico e criptografado fornecido por meio de aplicativo para smartphone. Isso dispensa o uso de cartões físicos de acesso, evitando o uso de plástico e contribuindo com o meio ambiente”, explica Renata Baptista, head de customer success da Key Access, empresa responsável pelo software e pela implementação.

“Com a adoção do sistema e dos procedimentos, conseguimos oferecer mais agilidade e inteligência às operações dentro dos condomínios. A mudança melhora o fluxo de entrada de modo inteligente, eleva os níveis de segurança e os clientes contam com mais autonomia e controle de sua operação, do começo ao fim. O processo também é inteiramente adequado às normas da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e todas as medidas técnicas são adotadas para garantir a segurança das informações dos usuários.”, explica Rodrigo Demeterco, presidente da Capital Realty.