As organizações modernamente globalizadas têm personalidade íntima, finalidade pública, objetivos específicos.

Pedro Antônio Bernardi
As organizações modernamente globalizadas têm personalidade íntima, finalidade pública, objetivos específicos. Seu escopo é o desenvolvimento econômico, a justiça social e a realização das pessoas e das sociedades. As organizações evoluem de maneira orgânica.  Deus criou o universo e confiou sua administração aos seus semelhantes, que
se completam na liberdade, na comunicação e no progresso.

O poder e a eficácia dos atos administrativos e comunicativos se oncretizam na utilidade e produção de bens e serviços quantificáveis  qualificáveis. Cumprem objetivos de acordo com as tendências conômicas e evolução cultural. A moral e a ética iluminam as bordagens da moderna Teoria Geral da Administração. Mais do que imples resultados materiais e financeiros, a administração é ermanente exercício de busca da qualidade e da perfeição.

Diuturnamente, empresários e operários dispõem de oportunidades para xercitar e alcançar o estágio da excelência.
A Administração e a comunicação também adquirem nova personalidade as empresas. Passam a ser processos afetivos, radicalmente dificadores, baseados em princípios democráticos, constituídos dentro as explicitações e potencialidades humanas. Eficácia é princípio da ilosofia cristã, raiz humana defendida pelos evangelistas. A nova rganização se constitui a partir da comunicação e da aproximação ísica, cultural, profissional e afetiva de pessoas.

Eficácia do poder está relacionada com o paradigma da aceitação e val de uma ação comunicada.  Entende-se por paradigma como conceito, onjunto de hipóteses, aquilo que é norma aceita em uma comunidade. ela comunicação, todos os colaboradores de uma empresa são membros de um corpo, participam e fazem parte de micros-universos. Na maioria das ezes, o conflito surge na leitura parcial ou desfocada de objetivos rganizacionais.

Nesse aspecto, entende-se bem as fundamentações do principal rganizador da Escola de Relações Humanas, Elton Mayo, de que os ncentivos materiais para os trabalhadores vão além de salários. A artir de Mayo, os gestores passaram a dar particular atenção aos eguintes aspectos: fornecer aos colaboradores informações necessárias compreensão do papel organizacional, uniformizar procedimentos pela ixação de atribuições e responsabilidades, criar métodos práticos nas arefas administrativas, estabelecer entrosamento entre diferentes íveis e departamentos, esclarecer dúvidas e ministrar treinamento, iscutir em conjunto modificações que objetivem melhorar a estrutura
física, manter atualizados registros, apresentar periodicamente elatórios, articular e aproximar todos os agentes da organização, stimular a participação nas decisões.

Alicerça essa orientação a voz do saudoso Papa João Paulo II, que diz: "Urge que os empresários e dirigentes de empresas façam tudo uanto está em seu poder para a atenção devida, atenção à voz do perário dependente e para compreender suas legítimas operações de ustiça e eqüidade, superando a tentação egoísta que tende a tornar a
economia norma para si mesma."  função de quem administra ou de quem comunica é ler
estrategicamente a organização, incluindo inputs (sistemas) e outputs ambientes), provocando estímulos para atingirem resultados positivos, om a finalidade de se chegar ao desenvolvimento do melhor clima rganizacional possível. Em suma, é dever de todos não desperdiçar ecursos naturais e materiais, aproveitar as potencialidades da nteligência, iluminar-se nos bons exemplos.

Pedro Antônio Bernardi é jornalista e professor, autor do livro alavra amiga. (pedro.professor@gmail.com)