Como cuidar da saúde mental 

397

*por Claudia Queiroz

Um cérebro, pra aprender, precisa de estímulo, motivação, concentração e emoção. Sabendo disso, num período em que tanto se fala na saúde mental, que tal prestarmos mais atenção ao alimento que estamos dando aos nossos pensamentos?

Você está nutrindo sua vida de sonhos ou está experimentando a exaustão no limite da pandemia?

Acabo de saber que o Brasil é o país com mais pessoas ansiosas no mundo! Este é um dado da Organização Mundial da Saúde. Segundo a OMS, 6 milhões de pessoas convivem com transtornos de ansiedade por aqui e no último ano, o SUS registrou aumento de 115% de jovens com depressão. Isso é muita coisa!

Junta esse panorama com o #fiqueemcasa, #proibidoaglomeracao, #vaificartudobem #hormoniosamil e  #semdata pra acabar tudo isso, 2021 não poderia começar sem dedicar janeiro  à saúde mental, afinal de contas, depois de quase um ano de mudança de hábitos não está sendo mesmo fácil pra ninguém….

A receita universal infalível pra superar as dificuldades é cuidar da saúde e manter a imunidade alta.

Para isso, procure dormir bem, exercitando o corpo (há várias modalidades esportivas nas plataformas digitais), coma verduras e legumes e evite industrializados.

Aproveite para investir em autoconhecimento e equilíbrio emocional. Use as redes sociais com limite e observe sua reação longe dos eletrônicos, estando sempre atento a tudo aquilo que é essencial pra você.

Não deixe de cuidar dos momentos de lazer e distração, alivie o estresse e cobre-se menos. É melhor o feito que o perfeito, então faça seu possível.

Com isso, poderá se inspirar na sabedoria do bambu. Dizem que ele nasce oco para ser preenchido com o Espírito Santo, olhando para o céu como direção, agradecendo os nós que representam as dificuldades enfrentadas pelo caminho e aprofundando raizes.

Este é o momento de cortar galhos, uma representação dos problemas, sem machucar ninguém, para podermos crescer juntos ao infinito e além das nossas possibilidades.

O grande segredo aqui é agradecer o que você tem, ao invés de reclamar daquilo que falta. Conecte-se a pessoas boas que estão relacionadas ao estilo de vida que você deseja construir. Abrace, ame, cuide-se e peça ajuda sempre que sentir que precisa. Ninguém merece sofrer sozinho. Mas o objetivo é solução, certo?

Pra perceber os milagres da vida é necessário perseguir nossos desejos. São eles que dão sentido à nossa existência.

Todos passamos por momentos desafiadores e esta pode ser uma grande oportunidade para ressignificar emoções como angústia, solidão, medo, impotência, raiva e irritabilidade também.

Felicidade é o caminho e não um destino, que exige intimidade com todas as emoções para ser reconhecida e celebrada. Pense nisso com carinho.

Claudia Queiroz é jornalista.