Comitê Mulheres do Crea-Pr com maior abrangência

669
A Engenheira Cartógrafa Joceli de Andrade Bogusz é a Coordenadora do Comitê em Curitiba

O Comitê Mulheres do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), iniciado em 2017,  tem como principal objetivo aumentar a participação das mulheres nas decisões do sistema Confea/Crea – que representa os profissionais das Engenharias, Agronomia e Geociências.

Atualmente, mais de 85 mil profissionais estão cadastrados no Crea-PR, destes, cerca de 15% são mulheres. No quadro de conselheiros titulares e suplentes, elas representam 10%. Além disso, muitas atuam como inspetoras ou em cargos de direção nas entidades de classe e instituições de ensino do Paraná.

No primeiro trimestre deste ano, foram realizadas reuniões em todas as regionais do Conselho – Apucarana, Cascavel, Curitiba, Guarapuava, Londrina, Maringá, Pato Branco e Ponta Grossa – para articular o fortalecimento dos Comitês Regionais. Em Curitiba a Coordenadora é a Engenheira Cartógrafa, Joceli de Andrade Bogusz. Já a Coordenadora Adjunta é a  Engenheira Cartógrafa, Ágata Branco Santos e a representante a Engenheira Agrônoma, Ellen Karine de Medeiros Buso.

“Os Comitês Regionais foram criados para auxiliar na busca pela representatividade do Crea-PR dentro dos conselhos locais, avaliar e sugerir ações conjuntas nas regionais; multiplicar projetos e ações de interesse feminino das engenharias, e contribuir com efetividade nos eventos do Conselho nas regionais”, afirma a coordenadora do Comitê Mulheres do Crea-PR, engenheira agrônoma Daniela Alves dos Santos.

As profissionais registradas no Crea-PR que têm interesse em participar do Comitê Mulheres, por meio das regionais, podem inscrever-se no link: forms.gle/bfEf3gxeCrVq9k7Y6.

Youtube sobre alta performance 

Michelle Suardi, CEO da Holding Suardi, criou  o Desafio 3Rs

A desenvolvedora de negócios fitness, Michelle Suardi lança o canal no Youtube sobre alta performance. Com vídeos curtos e objetivos, publicados diariamente, a criadora do aplicativo SUA Trainer e do SUA Health Club apresenta dicas sobre como conquistar e manter a produtividade, utilizando a metodologia dos 3Rs – ritmo, ritual e responsabilidade.

Como forma de engajar as pessoas no processo de mudança, a CEO da holding Suardi criou o Desafio 3Rs que tem 30 dias de duração. Para acessar, se inscrever no canal da Michelle Suardi no Youtube e participar do Desafio 3Rs – Ritmo, Ritual e Responsabilidade.

Michelle Suardi é formada em Processos Gerenciais pela FGV e em Educação Física, com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas pela FGV. Atualmente é CEO da Holding Suardi, empresa especializada em desenvolver negócios, métodos de treino e marcas fitness e produtora de conteúdo no Youtube. Para saber mais: https://www.instagram.com/michellesuardi

Lançado em junho nas lojas de aplicativos para Android e IOS, o SUA Trainer chega ao mercado brasileiro de aplicativos fitness como uma opção inovadora para quem precisa manter a rotina de exercícios pela internet.   Nele o usuário encontra treinos online completos com objetivos especificados, descrições escritas ou em áudio e vídeos explicativos. Além disso, o usuário pode tirar todas as suas dúvidas por meio de chat no WhatsApp.  Mais informações em HTTPS://SUATRAINER.COM/ 61

Qualidades masculinas mais desejadas 

A estabilidade financeira e emocional foi  citada por 38,2% das entrevistadas

O site de relacionamentos MeuPatrocínio ouviu 314 usuárias para traçar o perfil do homem ideal e descobriu que o ponto mais importante é a estabilidade financeira e emocional, citado por 38,2% das entrevistadas. Talvez em função de experiências mal sucedidas, elas passaram a priorizar o equilíbrio entre o romance e o dinheiro, já que a falta dele corrói qualquer relação em pouco tempo. A estabilidade financeira do parceiro proporciona mais segurança e faz parte das escolhas que elas consideram sensatas. Mesmo priorizando a condição material, elas não abrem mão do romance e o envolvimento emocional também precisa existir.

Em seguida, mencionada por 32,5% das usuárias, vem a inteligência. Característica que, muitas vezes, até poderia adquirir um peso negativo e intimidador. Homens muito inteligentes podem gerar insegurança nas parceiras que não conseguem acompanhar o raciocínio e muito menos manter uma conversa no mesmo nível. Não é machismo, o mesmo ocorre com mulheres inteligentes e parceiros nem tão capacitados neste quesito. As entrevistadas ressaltaram que a inteligência provoca admiração e não há relacionamento possível sem esse sentimento.

Por fim, mencionada por somente 0,6% das pesquisadas, está a beleza física. Ela é importante, mas não essencial. Se o “escolhido” tiver estabilidade financeira, for inteligente, de bem com a vida e gentil, a beleza será o último ponto a ser considerado.

Boa alimentação  diminui risco de doença

Angela Federau, nutricionista  clínica pós-graduada em fitoterapia aplicada à nutrição

A obesidade e o sobrepeso acometem 600 milhões de adultos e 100 milhões de crianças ao redor do mundo, causando 4 milhões de mortes por ano. No Brasil, já atinge um em cada cinco habitantes, sendo que mais da metade da população está acima do peso normal. “A falta de cuidado com a alimentação veio cobrar seu preço. A obesidade por si mesmo já é considerada uma pandemia, apesar de não ser uma doença contagiosa, ela é uma doença crônica que também precisa ser combatida com afinco pelas autoridades de saúde pública”, enfatiza Angela Federau, nutricionista  clínica (CRN-8: 5047), pós-graduada em fitoterapia aplicada à nutrição, especializada em nutrição funcional, pediátrica e escolar. Atua como professora de nutripediatria na pós-graduação de medicina da Faculdade Inspirar

A alta taxa de consumo de alimentos ricos em gorduras saturadas, açúcares e carboidratos refinados em todo o mundo, contribui para a ocorrência de obesidade e diabetes tipo 2. Segundo estudo recentemente publicado pela Elsevier, o consumo desses alimentos expõe ainda mais essa população ao risco de desenvolver a forma mais grave da Covid-19. Isso acontece porque a dieta ocidental ativa o sistema imune inato e prejudica a imunidade adaptativa, levando à inflamação periférica causada pela ação do novo coronavírus.

“Agora mais do que nunca, o amplo acesso a alimentos saudáveis deve ser uma prioridade e as pessoas devem estar atentas aos hábitos alimentares saudáveis para reduzir a suscetibilidade de contágio e complicações decorrentes da Covid-19”, explica a nutricionista.