Representantes do mercado de construções metálicas conheceram nesta quarta-feira (5), a última inovação tecnológica em fixação de estruturas


Representantes do mercado de construções metálicas conheceram nesta quarta-feira (5), a última inovação tecnológica em fixação de estruturas: trata-se do Tenex, parafuso com sistema de tensão de aperto exata. O lançamento foi realizado pela Ciser, líder brasileira em produtos de fixação, durante reunião-almoço no Hotel Lizon, no centro da capital.
Foram necessários mais de dois anos para o desenvolvimento do Tenex, já aprovado em todos os testes mecânicos e de desempenho exigidos pelos institutos de certificação e junto aos maiores fabricantes de estruturas metálicas do Brasil. O principal diferencial do fixador é a tensão controlada, isto é, quando chega à tensão desejada, a espiga se rompe do corpo do parafuso por cisalhamento, oferecendo a certeza de um aperto correto. O equipamento foi lançado em parceria com a Makita, multinacional japonesa, que está apresentando ao mercado dois modelos de máquinas parafusadeiras próprias para a aplicação do Tenex.
Inicialmente, a Ciser buscará atender a uma demanda de aproximadamente 25 toneladas/mês do produto, mas seu projeto é de expandir esta marca para 100 toneladas/mês no prazo de dois anos. Já o mercado nacional consome 8 mil toneladas/ano neste segmento.
Ao falar na cerimônia, o vice-presidente da Ciser, Carlos Rodolfo Schneider, também membro do Conselho Superior de Economia da FIESP, acentuou que a globalização e a entrada de competidores agressivos como a China no mercado nacional obrigam as empresas a buscar soluções novas para aumentar a produtividade. Nesse sentido, a fixação no segmento das construções metálicas é um bom nicho, que vem crescendo frente às tradicionais construções em concreto armado. Na montagem das estruturas metálicas, o uso dos novos fixadores tem a vantagem de reduzir até 60% no tempo de execução da obra e representar uma economia de 16% no seu custo final.