Depois do Cajuru, o bairro CIC irá ganhar a segunda Fazenda Urbana da cidade, junto ao Parque dos Tropeiros.

Elaborado pelo arquiteto Paulo França, do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), o anteprojeto foi aprovado pelo prefeito Rafael Greca, na terça-feira (21). Participaram da reunião, no Ippuc, o presidente do órgão, Luiz Fernado Jamur, a diretora de Projetos, Célia Bim, e os arquitetos Mauro Magnabosco e João Guilherme Dunin.

A proposta segue diretrizes da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN) e contará com o suporte da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA) na implantação.

“Os moradores do CIC vão ganhar um legítimo horto real, um espaço aberto de cultivo dentro do conceito de sustentabilidade urbana e humana de Curitiba”, afirmou o prefeito.

A Fazenda Urbana do CIC irá ocupar uma área de cerca de 11 mil metros quadrados anexa ao Parque dos Tropeiros. A estrutura contará com espaço de cultivo sustentável de alimentos, sede com áreas de administração, núcleo Regional da SMSAN, ecoworking e salas de aula, conferências e reuniões e ainda um Armazém da Família, com foco em produtos regionais e de agricultura familiar.

Uma escola de Segurança Alimentar e Nutricional também será instalada na Fazenda do CIC, equipada com cozinha multifuncional, área para a compostagem e o chamado Abelha LAB, com meliponário (os abrigos das abelhas Jataí) para replicação de colmeias no bosque nativo, além de espaço para o manejo de abelhas e mel.

Escolas de segurança alimentar da Prefeitura formam as primeiras turmas
Neste segundo semestre será encaminhada a contratação dos projetos executivos com previsão do início das obras para o ano que vem.

Aniversário da inovação
A Fazenda Urbana do Cajuru, a primeira do gênero no Brasil, completa dois anos de funcionamento na sexta-feira (24/6), dia de São João. Uma festa junina irá marcar a celebração do aniversário do primeiro parque agroalimentar brasileiro.

Idealizada pelo prefeito Rafael Greca, a Fazenda Urbana tem projeto do Ippuc, desenvolvido a partir de proposta da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional. A unidade do Cajuru foi implantada em tempo recorde, um ano e sete meses desde o projeto à obra entregue no período da pandemia.

Com SMCS