CHOQUE CHINÊS

421

A consultoria Natixis avaliou a desaceleração econômica da China e seus reflexos para países da América Latina. Para Brasil e Chile, o choque será mais negativo e significativo do que para outros países. A consultoria analisou 29 economias de vários continentes e considerou a participação das exportações desses países no Produto Interno Bruto (PIB) chinês, bem como a sensibilidade dessas exportações ao crescimento econômico do país asiático.

OUTROS IMPACTADOS

Segundo a Natixis, também devem sentir um impacto mais negativo da desaceleração econômica da China alguns países da África, em especial África do Sul e Etiópia; Alemanha; países produtores de petróleo e do sudeste asiático (exceto Índia), além de Brasil e Chile.

BRASIL-EUA

Após registrar o pior resultado em 11 anos e diminuir 23,5% em 2020 como decorrência da pandemia, o comércio entre Brasil e Estados Unidos recuperou o fôlego e atingiu um patamar histórico: US$ 49,6 bilhões até setembro deste ano. Conforme indica o mais recente Monitor de Comércio Brasil-Estados Unidos da Amcham, o valor representa a maior corrente de comércio bilateral para o período desde o início da série da balança comercial brasileira em 1997. Anteriormente, o maior fluxo bilateral até setembro havia sido em 2019, equivalente a US$ 48,2 bilhões.

EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS

As exportações brasileiras para os Estados Unidos somaram US$ 22,3 bilhões até setembro de 2021 – 47,1% a mais que no mesmo período do ano passado. “Com isso, as vendas brasileiras para os Estados Unidos retornam ao nível anterior à pandemia e registram novo recorde”, contextualiza o VP Executivo da Amcham Brasil, Abrão Neto. Os embarques do Brasil para os Estados Unidos em 2021 representaram 10,4% do total das exportações brasileiras para o mundo. A taxa de crescimento das vendas externas para os EUA no ano superou a das exportações totais brasileiras, que foi de 36,9%.

GAMES

O grupo Sony anunciou a venda de sua subsidiária de jogos para celulares para a empresa americana Scopely por US$ 1 bilhão. Embora os jogos GSN, a subsidiária de games para celulares, sejam populares, a Sony decidiu que eles não fazem parte de seu negócio principal.

CRISE LOGÍSTICA

Desencadeada pelo início da pandemia, a crise na logística que o mundo todo enfrenta, especialmente por conta da falta de contêineres, é um dos grandes motivos para o aumento do custo de vida no Brasil. Com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de setembro, a inflação acumulada dos últimos doze meses chegou a 10,25%. Somente em 2021, a alta do IPCA é de 6,90%, bem acima do teto de 5,25%, que era a meta estipulada pelo governo para a inflação deste ano. O aumento do preço dos fretes é um dos fatores que encarece o valor das mercadorias, tanto na exportação quanto na importação. “Essa crise escancarou ainda mais os problemas de infraestrutura que o país possui, e ainda há muitas incertezas no caminho para a melhora do cenário atual”, esclarece o coordenador do curso de Comércio Exterior e professor de Relações Internacionais da Universidade Positivo (UP), João Alfredo Lopes Nyegray.

LEILÃO 5G

O Ministério das Comunicações vive a expectativa do leilão da tecnologia 5G. Espera-se que a licitação do 5G movimente R$ 169 bilhões nos próximos 20 anos, segundo estimativas da Anatel. De acordo com os cálculos, R$ 70 bilhões devem ser investidos pelas operadoras de telecomunicações em todo o Brasil para cumprir as obrigações previstas no edital. Entre os compromissos estão a ampliação da cobertura 4G em mais de 9 mil localidades e em 31 mil quilômetros de rodovias; a expansão da infraestrutura de fibra ótica; e a implantação da Projeto Amazônia Integrada e Sustentável e da Rede Privativa da Administração Pública Federal.

MAIS R$ 99 BILHÕES

O restante do valor, estimado em R$ 99 bilhões, refere-se a investimentos necessários à prestação comercial de serviços de telecomunicações por meio das faixas de radiofrequência que estão sendo licitadas. A projeção bilionária total corresponde às despesas com bens de capital — por exemplo, aquisição de máquinas, de equipamentos e a implantação de redes e de outras infraestruturas físicas.

APLICATIVO DE SERVIÇOS

Segundo dados de 2020 da Consumoteca, consultoria voltada para padrões de consumo, inovação e cultura, 55% das pessoas de maior poder aquisitivo no Brasil fizeram alguma mudança na casa durante a quarentena. Além disso, 39% das famílias de classe C também reformaram as residências. Para facilitar a busca por profissionais especializados em pequenas e grandes reformas, por meio do site ou aplicativo do Triider, maior plataforma de serviços gerais do Brasil, os consumidores podem contratar mais de 50 modalidades como frete, encanador, elétrica, montador de móveis, marido de aluguel, entre outros.

MAIS PROCURADOS

De janeiro a setembro de 2021, na cidade de Curitiba, os serviços mais contratados foram: marido de aluguel (14%), eletricista (14%), encanador (14%), fretes (14%) e montador de móveis (13%). Com a tabela de preços dos serviços disponível no site e opções de orçamento via app, o Triider preza pela agilidade e transparência no processo de contratação e fornecimento dos serviços, além da verificação dos mais de 8 mil profissionais cadastrados. A plataforma acompanha a jornada do cliente desde a solicitação de um serviço até o pós-pagamento, que é realizado somente depois da finalização do serviço e pode ser parcelado em até 6x sem juros.

CARNE

O preço da carne brasileira vai diminuir num curto prazo por conta da paralisação das exportações de carne bovina para a China desde 4 de setembro. A paralisação foi feita pelos brasileiros como medida protetiva, após o surgimento de dois casos do “mal da vaca louca” em Minas Gerais e Mato Grosso. Mesmo depois de constatado que foram casos atípicos, os chineses não autorizaram a volta do comércio do produto com o Brasil. A China fica com 60% da carne bovina brasileira exportada. Sem o mercado chinês, sobrará carne no mercado interno e os preços devem cair.

VALORES EM QUEDA

Sem a participação dos chineses no mercado, a arroba de boi gordo terminou a semana passada em R$ 266,80, o menor valor desde dezembro. Nesta segunda-feira (18), voltou a R$ 267,80, mais ainda bem abaixo dos R$ 322 da segunda quinzena de julho. Sem a China e com um mercado interno sem poder de compra, o quilo da carne recuou para R$ 19,18 no mercado atacadista da Grande São Paulo, o menor valor desde fevereiro.