“Alceu Penna foi um marco na moda brasileira. Como estilista, me senti honrado ao receber o convite da família para comemorar seus 100 anos, resgatar seu trabalho precursor e apresentá-lo para quem não conhece”, dizia Victor Dzenk diante do sucesso das camisetas que está lançando no 16º Minas Trend Preview. As peças entram no mercado no final de junho. Antes, na segunda quinzena de maio, elas irão integrar uma coleção maior, que estará nos desfiles comemorativos pelos 450 anos do Rio de Janeiro.

Nascido em Minas e com sucesso construído no Rio de Janeiro, Alceu Penna notabilizou-se desenhando as célebres Garotas nas páginas da revista O Cruzeiro. Mineiro, Victor Dzenk também fez carreira em passarelas cariocas, tendo participado de 25 edições do Fashion Rio, daí não ser surpresa o convite para comemorar o aniversário da Cidade Maravilhosa.

Antes, a convite das sobrinhas de Alceu Penna, Taís e Gabriela, Dzenk criou uma coleção de doze camisetas com as imagens das Garotas do Alceu. As estampas cobrem frente e costa, 360 graus. E também tem uma dedicada à Carmem Miranda, com quem o homenageado trabalhou nos Estados Unidos. “Consta até que foi ele quem sugeriu a ela  fazer aqueles movimentos circulares com as mãos”, observa o estilista, que criou saias midis, rodadas e pregueadas, e calças cigarretes para completar o visual com as t-shirts.

A data exata e o local do desfile no Rio de Janeiro Victor Dzenk não sabe ainda. Sabe que a locação compreende algum ponto entre a Lapa e o centro da cidade. E que a coleção completa para o evento entrará no universo fashion, glamouroso, sob influência do legado gráfico de Alceu Penna.

As camisetas, contudo, já tem um lugar garantido no coração dos que folhearam O Cruzeiro, dos que amam moda e dos saudosos da pena de Alceu, que um dia (10 de janeiro de 1915) deu de nascer em Curvelo e que veio a falecer no Rio, em 1980, após fazer a cabeça das leitoras e leitores de O Cruzeiro, por três décadas – de 1938 a 1964. Entre suas façanhas sempre lembradas está o vestido que fez para Marta Rocha usar no concurso de Miss Universo, em 1954. E a lembrança para homenageá-lo no Rio é das mais justas, pois seu nome entrou também para a história do carnaval carioca ao criar fantasias e decorações dos bailes.

Tricotando em Curitiba

Entre 1º e 3 de maio, ocorre em Curitiba o 4º Congresso Brasileiro de Tricô,

que terá duas palestras na abertura, com a estilista Raquell Guimarões, idealizadora da marca Doisélles e do projeto Flor de Lótus, que é um trabalho social que conta com presidiários para a confecção de peças feitas à mão. Também na abertura, haverá a palestra da designer Anne Galante,  criadora da marca Señoria Galante que produz roupas, mobiliários e objetos em crochê e tricô 100% artesanais.

As oficinas, comandadas por instrutores de várias cidades, irão trabalhar temas como Como Escrever Receitas, Meias, Tricô Mosaico, Introdução à Intársia, Diferentes Construções de Blusas, Modelagem no Tricô, Introdução ao Patchwork de Tricô, Inglês para tricô e Tricô Rendado.

Interessados devem se inscrever até dia 15 deste mês no site www.congressobrasileirodetrico.com.br/.

Gramado agenda moda

A próxima edição da Feira de Moda de Gramado será realizada  de 8 a 10 de junho, apresentando ao mercado as novidades do setor de vestuário para a primavera e o verão 2016. Será realizada nos pavilhões do Serra Park  da cidade gaúcha. Entre os expositores confirmados, está a Canatiba, uma das maiores indústrias têxteis da América Latina, e conta com três grandes unidades fabris no Brasil, showroom permanente em São Paulo  e fornece para as principais grifes de jeanswear da Europa, América do Sul, América Central e África.

“A presença de uma indústria como a Canatiba mostra a força que a feira tem adquirido, e a representatividade dela no cenário nacional”, comemora Claudio Goerl, diretor da Cia das Feiras, promotora da Feira da Moda de Gramado.

COMPARTILHAR
AnteriorNegócios em destaque
PróximoA maravilha