Com o mote “Quem ama, vacina”, a Prefeitura de Curitiba lança nesta terça-feira (7/6) uma nova campanha de comunicação para incentivar a vacinação infantil. O lançamento acontece na semana em que é comemorado o Dia Nacional da Imunização, 9 de junho.

As peças de comunicação estarão nos mobiliários urbanos de toda a cidade, TVs dos ônibus e paineis digitais. Além disso, a campanha será replicada por mensagens de texto de celular, e-mail marketing e ligações telefônicas com informação gravada.

De acordo com a secretária municipal da Comunicação Social, Cinthia Genguini, a ideia da campanha é unir todos em um sentimento comum. “Ainda que cada vacina tenha um público e um calendário específico, a mensagem precisa ser única para nos permitir criar um sentimento maior, coletivo. Seja gripe, covid-19, sarampo ou qualquer outro imunizante de rotina, queremos que todos os pais ou responsáveis fiquem com a mesma frase na cabeça: ‘quem ama, vacina’”, afirma.

A secretária municipal da Saúde, Beatriz Battistella, reforça uma das mensagens que fazem parte das peças da campanha: a de que os pais ou responsáveis mantenham a carteira de vacinação das crianças atualizadas. “Manter a carteira de vacinação dos filhos em dia é um ato de amor. Não podemos deixar nossos indicadores de cobertura vacinal caírem, para que nossas crianças não adoeçam”, diz Beatriz.

Todas as peças da nova campanha trazem um QR Code ou um link que redireciona para uma página. Nela os pais podem verificar os pontos de vacinação e horários disponíveis de segunda a sexta-feira.

Na esteira do lançamento da campanha, neste sábado (11/6) algumas unidades de saúde abrirão para um dia D de vacinação, para todos os públicos, das 9h às 17h. Nos próximos dias, a Secretaria Municipal da Saúde divulgará quais unidades estarão abertas nesta data.

Próximas etapas

A campanha de vacinação da Prefeitura de Curitiba terá, ainda, um segundo momento. Com o mote “Vacina é saúde”, a próxima fase será voltada a conscientização da imunização para adultos e idosos.

“A segunda fase também foi pensada com carinho, com a ideia de que a proteção é necessária para todos”, afirma Cinthia.

“Os adultos e idosos também têm um calendário de vacinação que precisa estar atualizado. Além disso, temos a campanha contra a gripe e da covid acontecendo. O sucesso da vacinação depende da adesão de todos, ela é uma proteção individual e também coletiva”, completa Beatriz.