Caminhos práticos para empresas de TI  enfrentarem a crise

490
Ana Bittencourt, da Assespro-PR  e Janete Anelli, do Ibef-PR:  “instruções direcionadas para que as empresas possam melhor aproveitar as linhas de financiamento disponíveis”

No próximo dia 14 de julho, acontece mais uma edição de live do “Assespro Apresenta” ocasião que serão debatidas dicas práticas para empresas de TI enfrentarem a crise da Covid-19.  A iniciativa da Associação das Empresas de Tecnologia da Informação no Paraná voltado à integração e fomento dos negócios no setor.

O encontro – que será online, voltado às associadas da Assespro-PR – contará com palestra da consultora Janete Anelli, vice-presidente de Expansão e Novos Projetos do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças no Paraná (Ibef-PR). Adiantando pontos centrais da conversa que conduzirá com os empresários do setor de TI, Janete Anelli explica que pretende fornecer orientações bem práticas.

“Serão instruções direcionadas sobretudo para que as empresas possam melhor aproveitar as linhas de financiamento disponíveis especificamente para este período especial em que o Brasil e o mundo enfrentam uma pandemia. Passaremos ‘lições de casa’ para o empresário começar a acessar essas linhas; para o empresário ter condições de obter a aprovação das instituições bancárias”, salienta.

O “Assespro Apresenta” começou a ser implementado em fevereiro deste ano. Inicialmente, com encontros presenciais, estilo “happy hour”, por grupos de associados. Com a pandemia da Covid-19, as reuniões físicas foram substituídas por interatividade online.

Um primeiro formato adotado para este período especial consistia em encontro semanal, às quintas-feiras, em que representantes das empresas, por meio de áudio, se apresentavam e expunham suas potencialidades. O objetivo é o de estreitar laços, fomentar negócios e parcerias, propósito este que tem sido alcançado, avalia o diretor-presidente da Assespro-PR PR (www.assespropr.org.br), Adriano Krzyuy.

Auto Viação Redentor comemora 62 anos

Acir Antonio Gulin, da segunda geração da família , Rodrigo Gulin Faria, Sueli Gulin Calabrese e  Angelo Gulin Neto,  da terceira geração

A Auto Viação Redentor (AVR) uma das maiores empresa de transporte coletivo de Curitiba, está comemorando, neste mês de julho, 62 anos de fundação. Atualmente a empresa esta sob a administração de membros da segunda e terceira geração da família.

Hoje com 1.600 colaboradores, a história da empresa tem início  1947, quando os irmãos Alfredo e João Gulin,  iniciaram suas atividades no transporte de passageiros e logo convidaram seus outros quatro irmãos, Domingos Gulin, Ângelo Gulin, Valentin Gulin  e David Gulin, para se associarem ao novo negócio. Assim nasceu a empresa que hoje é o Transporte Coletivo Glória.

Em 1993, com a implantação de uma nova empresa no segmento, houve mudança na estrutura administrativa dos negócios dos seis irmãos. Foi nessa época que o comando da Auto Viação Redentor  passou às famílias Ângelo e João Gulin.

Recentemente a Auto Viação Redentor, recebeu o certificado do Despoluir–Programa Ambiental do Transporte, referente às ações de controle das emissões atmosféricas oriundos dos veículos da froto realizadas ao longo do ano de 2019. Para conseguir a certificação a empresa passou por vários critérios de avaliação técnica, onde 100% dos veículos foram inspecionados e aprovados, com isso recebendo o certificado de categoria Ouro.

A certificação foi criada em 2007 pela CNT – Confederação Nacional do Transporte e Sest Senat​ – Serviço Social do Transporte, destinada a promover o engajamento de transportadores, caminhoneiros autônomos, taxistas e sociedade geral em ações de conservação do meio ambiente, como forma de colaborar para a construção de um modelo sustentável de desenvolvimento.

Cuidando  da saúde mental

Cristiane Bernardes, administradora e gestora de talentos : “não confunda o trabalho doméstico com o trabalho empresarial”

“O principal perigo de ficar isolado, é alimentar os comportamentos nocivos a si mesmo.  Quando a saúde mental está abalada o corpo acaba refletindo a situação” explica Cristiane Bernardes, administradora e gestora de talentos, enfocando os riscos  neste período de quarentena,   “para que o ócio não  faça mal”.

Segundo a especialista, que é administradora do  Capital Humano Lapidando Talentos (www.lapidandotalentos.com.br ) “para quem está trabalhando remotamente, também é importante estabelecer uma rotina, um horário para acordar, iniciar as atividades, um intervalo, e o momento de se desligar. Realizar o home office em um lugar claro e bem ambientado, ajuda o cérebro a entender qual atividade está realizando, não confunda o trabalho doméstico com o trabalho empresarial, isso pode causar uma distração no momento.”

Salienta  Cristiane Bernardes que “cuidar do sono e da alimentação, bem como distribuir os afazeres pelo decorrer do dia, ajuda a controlar a ansiedade e não o deixa cair no tédio. Utilizar as redes sociais para se comunicar com os amigos e família também é uma ótima escolha.

E enfatiza a especialista:  “Não se isole totalmente do mundo, saia na janela ou na varanda e tome um sol, observe o céu, brinque com os animais de estimação, realize uma atividade física como yoga ou alongamento por exemplo. Mesmo sendo uma fase de incertezas, não deixe o medo te dominar, quando tudo acabar você verá que se tornou uma pessoa mais forte, e no momento o essencial é cuidar da saúde mental e comemorar as boas notícias.

Finanças e os momentos difíceis

Gisele Machioski: “não é momento  de quitar dívidas e sim renegociar ou postergar”

A contadora Gisele Machioski, sugere algumas dicas  para manter as finanças em dia neste momento de quarentena. Segundo ela, “não é momento, por exemplo,  de quitar dívidas e sim renegociar ou postergar para não correr o risco de ficar sem reservas para os próximos meses, e o mais importante, se possível, não faça mais dívidas.”

Para Gisele Machioski (www.linkedin.com/in/giselemachioski) é hora de ter domínio sobre os números, quanto vai ganhar, quanto vai gastar, quanto tem guardado (reserva). A partir dessa informação, é preciso decidir quais ações devem ser tomadas”. E prossegue: “Enxugue o orçamento e viva alguns degraus abaixo. Reduza gastos essenciais e corte os gastos não essenciais, como, por exemplo,  lazer, restaurantes, salão de beleza e roupas. Será necessário fazer alguns sacrifícios, mas saiba que será temporário”.

Recomenda a contadora, que o momento é evitar compras parceladas  ou atrasar pagamentos. “Pague as contas à vista para evitar juros, se não for possível negociar prazos de pagamentos, antecipe recebimentos do cartão de crédito ou faça empréstimos de curto prazo, porém, fique atento se as parcelas caberão no orçamento”, enfatiza.

Novo Marco do Saneamento Básico

A AHK Paraná promove  webinar no dia 8

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK Paraná) promove, no dia 8 de julho, das 15h às 16 horas, um webinar com o tema “Saneamento Básico: Oportunidades e Prioridades em Tempos de Pandemia”. O evento on-line mostrará oportunidades às empresas em relação ao Novo Marco do Saneamento Básico. O encontro virtual, que tem a coordenação do Grupo de Intercâmbio de Experiências em Meio Ambiente (GIEMA), terá como palestrantes as advogadas Mariana Gmach Philippi e Larissa Milkiewicz, ambas do escritório Philippi Milkiewicz Advocacia Sustentável.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 15 mil pessoas morrem por ano e 350 mil são internadas em decorrência de doenças relacionadas à precariedade do saneamento, que se agravou ainda mais por conta da pandemia. Aprovado pelo Senado, no último dia 24 de junho, o Projeto de Lei nº 4.162/2019 atualiza o Marco Legal do Saneamento Básico.