Barroso: ‘Conservadorismo radical busca acabar com a democracia’

372
Divulgação

Durante lançamento de um curso de Direito, o ministro do STF Luis Roberto Barroso afirmou nesta segunda-feira (23) que o populismo e o conservadorismo radical são fenômenos que buscam acabar com a democracia.

“O conservadorismo radical, que não se confunde com o conservadorismo –que é uma opção política perfeitamente legítima–, eu me refiro ao conservadorismo radical que se manifesta pela intolerância, pela agressividade, procurando negar e retirar direitos de quem pensa diferente, além de contrariarem os consensos científicos em matérias diversas desde o aquecimento global até a vacinação”, disse o ministro do Supremo.
“Quem já viveu uma ditadura aqui sabe, só quem não sabe é a sombra que não reconhece a luz. Precisamos utilizar a internet para o bem, para aumentar as possibilidades de participação popular e enfrentar as milícias digitais e os terroristas da rede social com seus hackers e seus difusores de mentiras, pois isso não é parte da democracia”.