Rafael Marquez, Diretor de Marketing da V.tal, ladeado por Christian Alberti, diretor de Operações da Axxel (esquerda) e Felipe Scandelari, diretor Comercial da também da Axxel.

A Axxel é nova empresa de internet banda larga fixa que passa a atuar no Paraná, com a oferta de serviços de internet de ultra velocidade. A nova operadora vai utilizar a rede neutra de fibra óptica fim a fim da V.tal – pioneira neste modelo de negócio, cuja infraestrutura oferece estabilidade e altíssimas velocidades de conexão até dentro da casa do cliente.

A operadora inicia a sua atuação neste primeiro momento oferecendo serviço de internet de ultra velocidade em Curitiba e região metropolitana (Almirante Tamandaré, Araucária, Colombo, Pinhais e São José dos Pinhais), e nas cidades de Cascavel, Guaratuba, Londrina, Maringá, Paranaguá e Ponta Grossa, com mais de 1,4 milhão de casas disponíveis da V.tal para contratação nestas localidades. O planejamento de expansão da Axxel para os próximos anos é de atuar nas 80 maiores cidades do Sul do País.

Em sua campanha de lançamento a Axxel vai oferecer planos diferenciados, com velocidades de 200 Mega por R$ 89,90/mês e 500 Mega por R$ 99,90/mês. Também serão ofertados serviços de monitoramento em tempo real por câmeras, alarmes residenciais e streaming para vídeos e jogos.

“Nosso foco é fornecer uma internet de alta velocidade com qualidade e atendimento humanizado para nossos clientes. Vamos oferecer soluções residenciais e empresariais completas, como suporte à cobertura Wi-Fi, câmeras de monitoramento, streaming para vídeos e jogos, alarme sem fio, além de outros itens de conectividade e suporte ao dia a dia”. explica Felipe Scandelari, diretor Comercial da Axxel.

Já diretor de Operações Christian Alberti,  também da Axxel,  disse que “Optamos pelo uso da rede neutra da V.tal, que é a maior do país e de altíssima qualidade e confiabilidade, para podermos focar no atendimento ao nosso cliente, que será um diferencial competitivo da Axxel. Queremos oferecer uma experiência única, acompanhando toda a jornada do usuário ao longo da prestação do serviço”.

A V.tal foi a primeira empresa no país a lançar o modelo de rede neutra de fibra ótica fim-a-fim, chegando até a instalação do serviço dentro da casa do cliente. “Através do compartilhamento da nossa infraestrutura digital conseguimos avançar com a expansão de internet de alta qualidade em todas as regiões do Brasil, contribuindo para o avanço da digitalização”, disse   Rafael Marquez, diretor de Marketing da V.tal.

i-Cherry torna negócios mais acessíveis na web

Adriano Nadalin : “Precisamos trabalhar para ser o impulso que vai transformar este cenário”

A i-Cherry, martech de estratégias de mídia do Grupo WPP, estrutura em sua operação um time de acessibilidade digital, com o objetivo de tornar negócios inclusivos para mais de 45 milhões de pessoas com deficiência.

Segundo o último censo do IBGE, no Brasil, as pessoas com deficiência representam uma renda mensal de mais de 11 bilhões de reais – apesar disso, a falta de acessibilidade web ainda é um grande impeditivo para que esses consumidores interajam virtualmente com pequenas e grandes marcas.

A Guide, primeira corretora de investimentos a investir em ações digitais de acessibilidade, reestruturou todo o site para uso de ferramentas com a consultoria da i-Cherry. Dentre as ações, foram inseridos links de atalho para quem precisa navegar por teclado, assistente virtual de tradução em libras nos sites Guide e O Guia Financeiro, leitura em áudio disponível nos sites Guide além de resumo em texto de informações importantes abordadas nas lives, peças de redes sociais com texto alternativo nas imagens e descrição na legenda do post e treinamentos internos voltados ao tema.

“Atender e conversar com todos os públicos é a nossa obrigação. Entendemos que muitas melhorias precisam ser feitas em todo o nosso trabalho, mas estamos no caminho para oferecer cada dia mais acessibilidade. Por isso, contamos com a consultoria especializada da i-Cherry”, comenta Fernanda Giuletto, Head de Marketing da Guide Investimentos

Hoje, menos de 1% dos sites brasileiros são acessíveis para pessoas com deficiência – um percentual muito baixo para uma adequação que está prevista em Lei (13.146) desde julho de 2015. Para a i-Cherry, especialista em canais digitais, os números reforçam a importância de uma consultoria especializada.

Atualmente, o grupo possui mais de 30 profissionais e é dirigido por Adriano Nadalin, CEO da i-Cherry. “Historicamente, gostamos de trazer para a mesa assuntos que proporcionam mudanças necessárias. Nós, como especialistas em comunicação, precisamos trabalhar para ser o impulso que vai transformar este cenário”, afirma Nadalin.

“A nossa premissa é promover mudanças que gerem valor. Conteúdos e interfaces acessíveis podem atingir um público maior – gerando mais receitas, demandas e impacto positivo no posicionamento da marca. Todo mundo sai ganhando”, acrescenta Amanda Lyra, líder do Time de Acessibilidade da i-Cherry.

Bom desempenho da Infinox

Tiago Cardoso: “progresso nas opções de trading” 

De acordo com o relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento “Global Trade Update”, publicado em 17 de fevereiro de 2021, as negociações mundiais de bens permaneceram fortes, e o comércio de serviços finalmente voltou aos seus níveis.

Segundo alguns analistas, o que permitiu a sua recuperação foi o interesse dos usuários que, em meio à pandemia, buscaram formas alternativas de investir e aumentar seus ganhos sem precisar sair de casa.

Somente na América Latina, a Infinox registrou um crescimento de 108% nas contas criadas e vinculadas da região em sua plataforma IX Social, em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. No entanto, uma das descobertas mais chocantes ocorreu ao comparar os números por idade e sexo.

Como foi observado em ocasiões anteriores, as mulheres assumiram um papel de liderança nas novas opções de trading em todo o mundo. Na comparação anual, a Infinox constatou um aumento de 227% no número de mulheres que tinham conta ativa no IX Social. Da mesma forma, o público mais jovem aumentou significativamente seu volume de participação. O segmento de 18 a 25 anos aumentou em 58%, e de 26 a 35 em 80%.

“Esses números demonstram o progresso que as opções de trading tiveram em setores que tradicionalmente não eram atraídos pela opção”, explicou Tiago Cardoso, Brand Owner do IX Social para a Infinox. “Tanto as gerações mais jovens quanto as mulheres se juntaram às fileiras desses novos profissionais, que enfrentam o mundo do trading com as ferramentas de primeira linha oferecidas pelo IX Social”, explicou. Com sede na cidade de Londres, a Infinox é uma corretora de FX e CFDs que possui em seu portfólio serviços de diversas plataformas globais de trading online.

Franquia KNN é destaque nacional

A franquia da KNN Idiomas de Ponta Grossa (Pr), inaugurada em janeiro deste ano, conseguiu se destacar entre as quase 600 escolas da rede espalhadas por todo país por atingir o ponto de equilíbrio, que é quando há receita suficiente para cobrir as despesas operacionais mensais, na metade do prazo previsto. Localizada na Avenida Visconde de Mauá, 1795, bairro Oficinas, a unidade já conta com mais 300 alunos, matriculados nos cursos de inglês, espanhol, francês e alemão.

“Estamos muito felizes e orgulhosos com o sucesso da franquia de Ponta Grossa. Os resultados positivos são fruto de muito trabalho por parte dos franqueados, mas também por conta da economia da cidade ser uma das mais pujantes do Paraná e ter um povo que busca conhecimento e vê no aprendizado de um novo idioma a oportunidade de desbravar o mundo, conhecer novas culturas e ser mais competitivo no mercado de trabalho”, comenta o CEO da rede KNN, Reginaldo Boeira, que estará na cidade nesta terça-feira (31) para comemorar o sucesso da franquia.

A rede KNN, eleita em 2021 a 36º maior franquia do Brasil, segundo ranking divulgado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), segue seu plano de expansão pelo Brasil e, apenas nos meses de maio e junho, vai abrir 20 novas escolas. A projeção é fechar 2022 com 900 franquias vendidas, o que representa um acréscimo de quase 22%, em relação ao ano anterior. O incremento é superior à média nacional de expansão do setor, que prevê crescimento de 5%.