AVES DO PARANÁ II, por Marcelo Krause

240

O premiado fotógrafo curitibano de natureza Marcelo Krause lança o segundo volume da série Aves do Paraná, no qual retrata as espécies em seus habitats naturais e hábitos muitas vezes desconhecidos pelo homem. Publicado em edição bilíngue (português e inglês), traz textos do biólogo e ornitólogo Fernando Costa Straube, com informações sobre cada espécie. O livro apresenta ainda um histórico do desenvolvimento da ornitologia no Estado, destacando os principais pesquisadores deste ramo da zoologia.

O primeiro volume descreve os biomas e geografia do Estado, já o segundo aborda a história da ornitologia no Paraná. O livro começa com citação ao alemão Hans Staden, que esteve no litoral paranaense em 1550; menciona os integrantes da famosa expedição Langsdorff (1824 a 1829), cujo legado encontra-se ainda praticamente intacto e sem estudos nos museus russos; até chegar ao naturalista polaco Tadeusz Chrostowski, que em 1912 apresentou na Sociedade Científica de Varsóvia o estudo intitulado Coleção ornitológica paranaense. Não por acaso, Tadeusz é considerado o Patrono da Ornitologia Paranaense.

Estima-se em quase 770 as espécies de aves que podem ser encontradas no Paraná, o que representaria mais de 40% da riqueza dessa fauna calculada para todo o país. São poucas as unidades de federação que possuem avifauna tão diversa e rica, o que pode ser explicado pela expressiva variedade de habitats naturais no Paraná.

Mais de 160 espécies de aves de todas as regiões do estado estão registradas no livro. Entre elas está a Maria catarinense, um pequeno pássaro que é encontrado numa restrita área do litoral Sul do Brasil, mais especificamente na divisa do Paraná com Santa Catarina.

Já o Uru é conhecido por sua gritaria alta e cacarejada que se espalha por grandes distâncias. Os urus são aves emblemáticas, típicas das matas mais preservadas, em especial aquelas que sofreram pouca intervenção humana.

Especializado em fotografia submarina e da natureza, Marcelo Krause escreveu inúmeros artigos para publicações e sites do Brasil e do exterior. A paixão pela observação e registro de imagens de aves surgiu em 2005 quando ele produzia material para a publicação de um livro sobre o Pantanal. Krause lembra: “Depois do contato com a avifauna do Pantanal eu me encantei pela fotografia de aves, um trabalho que nem sempre é muito fácil. Além de equipamento especial, é uma atividade que envolve muita paciência. Às vezes são necessários vários dias observando, camuflado, até que se consiga a foto ideal”.

Foi o caso, por exemplo, da fotografia do Jaó-do-Sul, uma ave que passa grande parte do dia no chão da floresta, e é bastante aversa a barulhos e contato com humanos. ¨Passei cerca de 8 horas quase sem me mexer em uma tenda camuflada, perto de onde os pássaros vinham se alimentar”, completa o fotógrafo.”

Aves do Paraná II foi viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura de Curitiba, com patrocínio da Caixa Econômica Federal, sendo editado pela Underwater Books. Mais informações sobre o trabalho do fotógrafo podem ser encontradas no site www.marcelokrause.com

O livro  tem 192 páginas e formato 31 x 31 cm, podendo ser adquirido por meio do site www.underwater.com.br (80 reais).