Arte em e-commerce tem preciosidades de Curitiba

369

(Tela de Garfunkel)

A arte é um dos principais itens da loja virtual do Bazar da Aldeia que se reinventou durante a pandemia, lançando um site de e-commerce permanente como uma solução diante da impossibilidade de realizar o evento multicultural, que ocorre desde 2010. Por meio desta plataforma, reúne mais de 50 expositores que desenvolvem produtos autorais com arte e sustentabilidade.

Um dos diferenciais do Bazar da Aldeia, que disponibiliza ao público o melhor da produção autoral de Curitiba e incentiva a economia criativa, é a venda de obras de acervos pessoais, que estão disponíveis em peças únicas ou em tiragens limitadas. Através do site podem ser adquiridas obras de artistas admiráveis como Paul Garfunkel, Foca Cruz, Denise Roman e Karlos Rischbieter, produzidas nas mais diversas técnicas, entre gravuras, pinturas, desenhos, impressões fineart, entre outras.

(Ícone, de Rischbieter)

Não são somente os artistas que podem disponibilizar seus acervos para venda. Os apreciadores e colecionadores de arte também têm esta oportunidade, desde que as obras passem pela curadoria do site.

(Gravura de Roman)

“Essa é uma forma de fazer a arte circular e até de renovar coleções. Por exemplo, uma pessoa que não tem espaço para mais obras de arte nas paredes de sua sala, pode ter a possibilidade de colocar algumas para venda e adquirir novas para sua coleção”, explica Ivana Cassuli, criadora do Bazar da Aldeia ao lado do empresário Gerson Perelló.

Confira em www.bazardaaldeia.com.br, @bazardaaldeia, @festivaldaaldeia, www.facebook.com/iviscassuli