O estado de greve que envolve todo o funcionalismo público federal ainda não permitiu saber como se comportaram as exportações brasileiras de maio passado. Mas os dados da FAO, embora preliminares, indicam que, nas exportações de carne de frango, o produto in natura voltou a superar a marca dos US$2.000,00 por tonelada embarcada.

Na história das exportações brasileiras de carne de frango várias vezes essa marca foi superada. Por exemplo, em 2008 (agosto/setembro), em 2011 (em seis ocasiões diferentes), em 2012 (quando foi registrado o atual recorde de preços do setor: US$2.204,17 por tonelada) e em 2013 (de fevereiro a junho). Mas a última vez que isso ocorreu foi há oito anos, em 2014, ocasião em que o preço médio do mês (junho) se aproximou dos US$2.030,00/tonelada.

Analisando-se resultados anteriores constata-se que o preço apontado pela FAO para maio passado – US$2.063,65/tonelada – já se encontra entre os melhores até aqui registrados na história das exportações brasileiras de carne de frango.

Por sinal, entre fevereiro e maio os preços registrados evoluíram a uma média muito próxima dos 5% ao mês, índice que mantido nestes próximos dois meses pode fazer com que, logo na abertura do segundo semestre de 2022, o recorde mantido desde 2013 seja superado.

Fonte: Avisite