ANITTA PEDIU

334

A cantora Anitta virou membro do conselho de administração do Nubank. O banco disse que queria uma ligação mais direta com os consumidores. O primeiro pedido que Anitta fez ao banco, atendendo pedidos dos clientes, foi aumentar o limite do cartão de crédito. O Nubank atendeu. Nesta quinta-feira, o banco anunciou que vai aumentar o limite dos cartões de 35 milhões de clientes nos próximos 12 meses. Três milhões serão beneficiados já no mês de agosto. O Nubank informou que apenas 3% de seus clientes utilizam o rotativo do cartão de crédito.

NA BOLSA

A AMMO Varejo, dona das marcas Artex, Casa Moyses, MMartan e Santista, prepara seu ingresso na bolsa de valores. A IPO (oferta pública inicial de ações, na sigla em inglês) vai acontecer depois de ser feito o pedido de registro de empresa aberta. A AMMO é uma controlada indireta da Coteminas, de Josué Gomes da Silva, presidente eleito da Fiep. O capital social é de R$ R$ 176,5 milhões dividido em 143,5 milhões de ações.

DINHEIRO POR MEDALHA

Você sabia que os atletas brasileiros que ganham medalhas nas Olimpíadas recebem uma premiação em dinheiro do Comitê Olímpico Brasileiro (COB)? Para os jogos de Tóquio, o COB está pagando R$ 250 mil para quem conseguir uma medalha de ouro, como Ítalo Ferreira ganhou no surf. A medalha de prata renderá R$ 150 mil, como vão receber Rebeca Andrade da ginástica e Rayssa Leal do skate. O bronze renderá R$ 100 mil para quem a conquistá-la, como Fernando Scheffer na natação ou Daniel Cargnin e Maira Aguiar no judô. Os valores são para medalhas individuais.

PREMIAÇÃO EM GRUPO

Para quem concorre em equipes com até seis pessoas, os prêmios a serem divididos são R$ 500 mil para o ouro; R$ 300 mil para a prata e R$ 200 mil para o bronze. Nos esportes coletivos com mais atletas, os prêmios a serem divididos são: R$ 750 mil para o ouro; R$ 450 mil para a prata e R$ 300 mil para o bronze. No Rio, em 2016, as premiações foram bem menores e eram fixas. Um medalhista individual no Rio embolsou R$ 35 mil, seja para ouro, prata ou bronze.

AGRONEGÓCIO

A importância do agronegócio vai se consolidando cada vez mais na economia brasileira. Os produtos agrícolas são de fundamental importância na balança comercial brasileira. A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) estima mais um recorde histórico de exportações, superando os US$ 101 bilhões do ano passado, chegando a US$ 105 bilhões no final de 2021.

MINÉRIO DE FERRO

A soja em grão permanece como carro-chefe do agronegócio, com previsão de exportação entre 85 milhões e 87 milhões de toneladas, equivalentes a cerca de US$ 38 bilhões, valor mais elevado que os US$ 28,6 bilhões do ano passado e 82,9 milhões de toneladas. Apesar de positivo para o setor, o cenário acena para mudanças relevantes à vista. Após seis anos na liderança da pauta de exportações totais do país, a soja deve ceder o posto para o minério de ferro neste ano, graças à valorização da commodity mineral nos últimos tempos.

EMBARGO RUSSO

A Rússia suspendeu ao embargo do tabaco brasileiro, que tinha começado no dia 15. O anúncio foi feito na última quarta-feira pelo Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor). Segundo os russos, as cargas de tabaco do Brasil e de outros quatro países vinham chegando com frequência com a presença da mosca Megaselia scalaris, considerada uma praga quarentenária na Europa. A decisão de encerrar o embargo ocorreu após reunião realizada no dia 23, da qual participaram técnicos do Ministério da Agricultura, do Rosselkhoznadzor e adidos dos dois países.

COLHEITÔEMTRO

Um painel em frente à fábrica da New Holland, na Cidade Industrial, em Curitiba, vai informar a população sobre o andamento da produção agrícola brasileira. O chamado ‘Colheitômetro’ vai mostrar em tempo real os números das principais commodities agrícolas do Brasil, tais como soja, milho, cana, trigo e arroz. Além do painel físico na fábrica em Curitiba, o Colheitômetro terá um site próprio, também com atualização constante. A intenção é que, futuramente, novos painéis sejam instalados em outras cidades do país.

GEADA X INFLAÇÃO

Especialistas dizem que as geadas dos últimos dias, que atingiram regiões agrícolas nas regiões sul, sudeste e centro-oeste, vão afetar o índice inflacionário em 0,1 ponto percentual. Desta forma, o IPCA, inflação oficial, deve chegar aos 7% no final deste ano. A análise foi feita pela XP, que em seu texto diz que: “as culturas mais impactadas com a queda na temperatura são o café, as hortaliças e as frutas. Com diminuição da oferta, os preços tendem a subir e esse repasse costuma ser rápido.”

COMÉRCIO FECHADO

O IBGE divulgou nesta quinta-feira a Pesquisa Anual do Comércio 2019, onde mostra que o país perdeu 190,7 mil empresas no intervalo de seis anos. A pesquisa ainda não computa os números depois da pandemia, a partir de março de 2020.

QUEDAS SUCESSIVAS

Conforme o levantamento, o número de empresas do setor era de 1,625 milhão em 2013. O montante passou a encolher em 2014, quando a economia começou a registrar sinais de fragilidade. Houve seis quedas consecutivas até o total recuar para 1,434 milhão em 2019 —dado mais recente à disposição. A perda de 190,7 mil operações (baixa de 11,7%) vem da comparação entre os resultados de 2019 e 2013.