Para a Organização Meteorológica Mundial, deterioração já ameaça oferta de água e alimentos na América Latina

Consequência das mudanças climáticas, a deterioração em ecossistemas na América Latina pode tornar a situação irreversível na Amazônia, geleiras e recifes de corais, apontou relatório da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Divulgado nesta sexta-feira, 22, o documento, que analisa números de 2021, já sinaliza para consequências nos dias atuais, como ameaça de oferta de água e de alimentos no continente. O desmatamento no ano passado teve a maior taxa desde 2009 e as geleiras perderam 30% de sua superfície em menos de 50 anos.

A ONM estima que secas se intensificarão na Amazônia, no nordeste brasileiro, na América Central, no Caribe e em parte do México. Com assessoria