Alemanha quer tornar obrigatória a vacinação contra coronavírus

365

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, anunciou que o país vai tornar mais rígidas as restrições para pessoas que não foram vacinadas contra o coronavírus, e vai tentar tornar a vacinação obrigatória já em fevereiro de 2022.

O número diário de novas infecções permanece nos níveis mais altos já registrados na Alemanha, com mais de 76.000 casos no final de novembro. Na quarta-feira, o Instituto Robert Koch registrou 446 mortes. Vários casos da variante Ômicron foram confirmados no país.

Na quinta-feira, Merkel disse à imprensa que apenas pessoas completamente vacinadas ou aqueles que se recuperaram da Covid-19 terão permissão para visitar estabelecimentos não essenciais, restaurantes e locais de diversão.

Ela disse ainda que o governo pretende tornar a vacinação obrigatória a partir de fevereiro de 2022, após deliberações da legislatura federal.

O ritmo das vacinações na Alemanha está lento, já que algumas pessoas estão hesitando em receber a vacina. Até quinta-feira, 68,7% da população do país havia sido completamente inoculada.

Merkel salientou que o sistema hospitalar do país está ficando sobrecarregado e que, perante a atual situação, a vacinação obrigatória será realmente necessária.