Oswald de Andrade nasceu em de janeiro, dia 11, e teve vida breve – morreu com 64 anos, Mas o legado que o modernista deixou ao país é enorme. E para celebrar a data, a Agenda Tarsila mapeou atividades culturais que colocam o poeta, dramaturgo e escritor como protagonista. Confira:

  • Filha de Oswald fala de sua trajetória e curadoria da obra paterna

Roda de conversa De Marilia para Oswald – Memórias e Encontros Entre Dança, Teatro e Literatura traz Marília de Andrade apresentando um pouco de sua trajetória artística na dança e as reverberações decorrentes da figura de seu pai, Oswald de Andrade. A mediação será de Cássia Navas. Os inscritos receberão o link de acesso do Zoom para acompanhar a conversa no próprio dia da atividade, em 18 de fevereiro, na Oficina Cultural Oswald de Andrade (Rua Três Rios, 363, Bom Retiro, em São Paulo).

  • Neto de Oswald lança livro antropofágico

Rudá K. Andrade faz lançamento do livro Arte de Devorar o Mundo – Aventuras Gastronômicas de Oswald de Andrade, inspirado nas histórias pessoais do avô.  Essa abordagem leva o leitor a saborear as aventuras gastronômicas de Oswald e sentir o cheiro do banquete artístico modernista da década de 1920. O lançamento será no Café Colombiano, onde serão preparados alguns pratos descritos no livro, em 19 de fevereiro, na Oficina Cultural Oswald de Andrade (Rua Três Rios, 363, Bom Retiro, em São Paulo).

Teatro e modernismo

Flávio de Castro ministra o curso Teatro e Modernismo: Oswald de Andrade, que temo objetivo de promover a apresentação do teatro oswaldiano a partir da perspectiva da historiografia e da crítica literária. Aulas de 14 a 17 de fevereiro, das 17h às 19h, na Oficina Cultural Oswald de Andrade (Rua Três Rios, 363, Bom Retiro, em São Paulo).

  • Processo de adaptação da peça A Morta

A Oficina de Direção e Interpretação Teatral A Morta (Projeto Didática da Encenação) aborda o processo de criação, adaptação e encenação do texto teatral A Morta, de Oswald de Andrade, por meio de estudos teóricos, aulas práticas e experimentações de cenas. Uma vez selecionados, os participantes dessa oficina farão parte do processo de criação da peça, na composição do elenco ou como assistentes de direção.

Serão proporcionados laboratórios de direção de arte, camarins, figurinos e adereços, cenografia, iluminação, trilha sonora, preparação vocal e corporal e produção. A proposta contempla ainda uma série de ações formativas abertas que complementam o trabalho de pesquisa e a programação que celebra o centenário da Semana de Arte Moderna.

Cacá Toledo, da Cia Aberta de Teatro, fará a direção de encenação do texto teatral A Morta, que terá duração de 5 meses, com a temporada de estreia prevista para maio, ocupando, de maneira itinerante, os distintos espaços da Oficina Cultural Oswald de Andrade. A oficina ocorre de 17 de janeiro a 28 de maio na Oficina Cultural Oswald de Andrade, Rua Três Rios, 363, no Bom Retiro, em São Paulo.

  • Criação cenográfica

O Ateliê de Cenografia e Cenotécnica: A Morta (Projeto Didática da Encenação) terá  cenografia de Murillo Carraro, que conduzirá uma oficina durante todo o processo criativo da peça, colaborando para a estruturação de elementos cenográficos e estruturas cênicas. O ateliê é destinado aos interessados em acompanhar como estagiários da área, de 17 de janeiro a 28 de maio. Inscrições até 22 de janeiro.

  • Trilha sonora

A direção musical e a trilha sonora da peça A Morta serão conduzidas por Felipe Antunes, que desenvolverá um ateliê de criação durante cinco meses. Interessados em atuar como estagiários podem se inscrever até 22 de janeiro.

  • Luz teatral

O Ateliê de Iluminação: A Morta (Projeto Didática e Encenação) com Aline Santini é destinado aos interessados em acompanhar como estagiários da área. O projeto Didática da Encenação contempla a montagem de um espetáculo teatral a partir da integração de diversas oficinas, cada qual abordando uma área específica da criação cênica. O evento ocorre de 17 de janeiro a 28 de maio. Inscrições  até 22 de janeiro.

  • Corpo e movimento

O Ateliê de Preparação Corporal e Direção de Movimento: A Morta (Projeto Didática da Encenação), com monitoria de Cláudia Nwabasili e Roges Douglas da Cia Pé no Mundo, é destinado aos interessados em acompanhar como estagiários da área de dança. Inscrições podem ser feitas até 22 de janeiro.

  • Produção teatral

O Ateliê de Produção: A Morta (Projeto Didática e Encenação) será dirigido pela Movicena, com coordenação de Jota Rafaelli e Rafael Petri. Ao longo do processo de criação será realizado um ateliê contemplando as etapas e ações de produção. Aberto aos interessados em acompanhar como estagiários da área..Inscrições até 22 de janeiro.

Modernismo Hoje

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo lançou, em setembro, a Agenda Tarsila, um braço fundamental do projeto “Modernismo Hoje”, concebido pela pasta para celebrar o legado da Semana de Arte Moderna de 1922. A iniciativa é um guia especial e único sobre a temática. Além de acompanhar a programação, o público poderá conferir a história do movimento modernista, curiosidades, galerias de fotos, entrevistas exclusivas com familiares, artistas contemporâneos e pesquisadores dos principais personagens que lançaram tendência no Movimento Modernista.

O projeto disponibilizará ainda conteúdo nas redes sociais (Instagram, Twitter, Facebook, TikTok e Youtube) com diversas novidades envolvendo o centenário. Toda a gestão e produção da Agenda Tarsila é realizada pela Organização Social Amigos da Arte.

Para mais informações sobre os eventos, acesse www.agendatarsila.com.br