Foto: José Fernando Ogura/AEN

O Paraná encerrou maio, o Mês do Trabalhador, com mais 9.993 empregos formais intermediados através da rede Sine (Sistema Nacional de Emprego) estadual, somando 49.472 desde o início de 2022. A rede Sine do Paraná é administrada pela Secretaria estadual da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) em parceria com as prefeituras, e é composta por 22 Escritórios Regionais, 216 Agências do Trabalhador e 183 Postos Avançados.

“A geração de emprego e renda é a prioridade do governo Carlos Massa Ratinho Junior. Somos o Estado número um em intermediação de mão de obra, através do diálogo constante com o setor produtivo, que além de vagas de emprego resultam em parcerias como os programas Cartão Futuro e as Carretas do Conhecimento”, afirmou o secretário Rogério Carboni.

O montante superou abril, quando foram preenchidos 9.330 empregos por meio Rede Sine do Paraná, apresentando também um crescimento no comparativo com maio de 2021, quando foram intermediados 8.881 empregos.

Segundo Suelen Glinski, chefe do Departamento de Trabalho da Sejuf, mesmo sem os dados consolidados dos demais estados, é possível falar com segurança que o Paraná foi o estado que mais intermediou mão de obra em maio no País, colaborando com as iniciativas do setor privado.

No ranking das Agências do Trabalhador do Paraná, os destaques vão para as cidades do Oeste e Sudoeste. Elas foram contempladas com ações do projeto Emprega Mais Paraná, que levou o ônibus da Agência do Trabalhador Itinerante a 14 cidades. O ônibus iniciou maio em Assis Chateaubriand, em um evento para marcar o dia 1º de Maio, seguiu para uma semana de empregabilidade em Pato Branco e, depois, para o Vale do Ivaí, com ações nas cidades de Apucarana, Rio Bom, Jandaia do Sul e Cambira.

Na segunda quinzena, o foco do Emprega Mais Paraná foi as cidades do Oeste, com mutirões em Terra Roxa, Mercedes, Quatro Pontes, Marechal Cândido Rondon, Ouro Verde do Oeste, Nova Santa Rosa, Medianeira e Foz do Iguaçu. No balanço do mês foram atendidas 1.824 pessoas nas ações da Agência do Trabalhador Itinerante, e entregues 2.237 cartas de encaminhamento, já que um mesmo trabalhador pode ser encaminhado para mais de uma vaga.

Com AEN