Os valores foram pleiteados pelo Governo do Paraná, para serem incluídos no Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT) do Ministério dos Transportes

Os aeroportos e as hidrovias no Paraná devem receber R$ 2,7 bilhões em investimentos até 2023. Os valores foram pleiteados pelo Governo do Paraná, para serem incluídos no Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT) do Ministério dos Transportes.
A maior parte desses investimentos (R$ 2,4 bilhões) deve ser aplicada no desenvolvimento do transporte hidroviário, o que acompanha a filosofia do PNLT que busca equilibrar a matriz de Transportes no país, diminuindo a dependência do modal rodoviário, explicou o secretário dos Transportes, Rogério Tizzot.
“O Paraná tem muito a ganhar, por exemplo, com o desenvolvimento da navegação do rio Paraná e no rio Paranapanema. Estamos reivindicando recursos para tonar comercialmente possível e rentável a utilização dessas duas hidrovias”, citou.
Entre as reivindicações do Estado, para o período de 2012 – 2015, a construção da eclusa de Itaipu e de outras eclusas no reservatório da Usina. A construção do terminal intermodal de Santa Terezinha do Itaipu e de quatro eclusas no Rio Paranapanema (Rossana, Taquaraçu e duas em Capivara).
Outros R$ 300 milhões são requisitados pelo Paraná para ser investido em infra-estrutura aeroportuária no Estado.