O advogado criminalista Daniel Bialski será o responsável pela defesa do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, que foi preso na manhã desta quarta-feira, 22, pela Polícia Federal pela suspeita de prática de pelo menos quatro crimes. O profissional também entre seus clientes, a primeira-dama Michelle Bolsonaro e o ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral. As informações são da coluna de Rodrigo Rangel, do portal Metrópoles.

Milton Ribeiro acionou Bialski logo cedo, ao receber agentes da Polícia Federal na sua casa em Santos, litoral de São Paulo. O ex-ministro era muito próximo de Michelle, que saiu em sua defesa quando o escândalo do MEC veio à tona, no início do ano.

O ex-ministro foi preso com mandado de prisão expedido pela Justiça Federal de Brasília. Por isso, precisará ser transferido para a capital do Brasil. No entanto, Bialski ez um pedido para que o juiz do caso suspenda a ordem de transferência. A tendência é que Ribeiro passe por audiência de custódia na quinta-feira, 23.

A coluna ainda apontou que o advogado deve entrar com um habeas corpus, com o argumento de que os fatos pelos quais Ribeiro é investigado já ocorreram há algum tempo e que, hoje, ele não representa riscos que justifiquem a ordem de prisão preventiva.

O advogado é o defensor de Michelle Bolsonaro em processos de danos morais que a primeira-dama move contra jornalistas e contra quem a ataca nas redes sociais. Por conta disso, a Polícia Civil de São Paulo abriu um inquérito para investigar posts publicados contra Michelle.