A nova CPMF

514

No caso de redução de encargos sobre a folha de salários, cerca de R$ 80 bilhões a R$ 90 bilhões seriam para desoneração para o primeiro salário mínimo de todos os trabalhadores formais. Além disso, R$ 96 bilhões seriam necessários para bancar a desoneração

Com aval do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o governo anunciou nesta quarta-feira (23) uma ofensiva para emplacar a criação de um imposto a ser cobrado amplamente nas operações de pagamento no país. A iniciativa coube ao ministro Paulo Guedes (Economia), ao lado de líderes do governo no Congresso.

Guedes falou na criação de “tributos alternativos” —eufemismo que o governo usa para a criação de uma nova CPMF— como solução para garantir a desoneração da folha de pagamento.  Ele também ligou o imposto ao financiamento do novo programa de renda mínima que será criado na PEC (proposta de emenda à Constituição) do Pacto Federativo, embora tal instrumento não garantiria o programa, visto que depende de corte de despesas por causa do teto de gastos.

“Queremos desonerar, queremos ajudar a buscar emprego, facilitar a criação de empregos, então vamos fazer um programa de substituição tributária”, disse Guedes.

Na lona

Entre as pessoas que fizeram empréstimo, pelo menos uma a cada quatro conseguiu dinheiro de um parente ou de um amigo — Foto: Reprodução/RPCUma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que 236 mil paranaenses precisaram fazer algum tipo de empréstimo entre março e julho de 2020, em meio a dificuldades financeiras por causa da pandemia.

No pessoal

Além disso, segundo o instituto, entre as pessoas que fizeram empréstimo, pelo menos uma a cada quatro conseguiu dinheiro de um parente ou de um amigo. A pesquisa do IBGE foi feita por telefone em mais de dez mil domicílios.

50 anos para se regenerar

Considerado o maior bioma úmido do mundo, o Pantanal soma 150 mil km² em território brasileiro. Está localizado nos Estados de Mato Grosso (35%) e Mato Grosso do Sul (65%), além de partes do norte do Paraguai e do leste da Bolívia, que somadas podem atingir cerca de 250 mil km². Segundo o Instituto Centro de Vida (ICV), o Pantanal já perdeu 19% de sua área para as queimadas.

1º debate

O primeiro debate entre os candidatos a prefeito de Curitiba nas eleições deste ano será dividido em dois dias. A decisão é da Band TV, que resolveu escalonar os confrontos, promovendo-os nos dias 1º e 14 de outubro. A decisão foi tomada na manhã de ontem durante reunião entre a produção da emissora e representantes dos partidos políticos que participam do primeiro turno das eleições. Houve sorteio para escolher os participantes dos dois dias.

Série A

No primeiro debate, a ser realizado no dia 1° de outubro (quinta-feira), participarão Rafael Greca (DEM), Maria Lobo (Avante), João Arruda (MDB), Renato Mocelin (PV), Paulo Opuszka (PT), João Guilherme (Novo), Camila Lanes (PCdoB) e Fernando Francischini (PSL).

Série B

Já no dia 14 de outubro, vão participar os candidatos Christiane Yared (PL), Goura Nataraj (PDT), Samara Garratini (PSTU) , Zé Boni (PTC), Diogo T. Hara Furtado (PCO), Caroline Arns (Podemos), Letícia Lanz (PSOL) e Eloy Casagrande (Rede).

Batalha judicial

Oficialmente a campanha eleitoral para prefeito de Curitiba só começa no próximo dia 27, mas nos bastidores da disputa, os candidatos do Novo, João Guilherme, e do PSL, Fernando Francischini travam uma batalha judicial em torno da propaganda eleitoral. Ontem, a juíza Melissa de Azevedo Olivas, da 178ª Zona Eleitoral, aplicou multa de R$ 30 mil a Francischini e ao PSL por suposto impulsionamento irregular nas redes sociais.

Candidatos demais

Após a realização das convenções, as coligações da campanha eleitoral de 2020 em Curitiba definiram pelo lançamento de 1.190 candidatos a vereador. O número de candidatos ainda pode mudar, já que a Justiça Eleitoral precisa aprovar o registro das candidaturas, e pode haver desistências, como ocorrem todos os anos. Se todas as candidaturas lançadas forem homologadas pela Justiça, haverá aumento de 6,8%, em comparação com as eleições municipais anteriores, em 2016, quando a capital paranaense teve 1.114 candidatos a uma vaga na Câmara Municipal.

Ilícitos

Segundo a legenda, a juíza acatou a solicitação do Novo, que apontou 59 impulsionamentos ilícitos realizados na página do PSL Paraná no Facebook. A atitude que aumenta o alcance das postagens, de acordo com a sigla fere o artigo 57-C da lei nº 9.504/97, que veda a veiculação de propaganda eleitoral paga na internet, excetuado o impulsionamento de conteúdos, desde que identificado de forma inequívoca como tal e contratado exclusivamente por partidos, coligações e candidatos e seus representantes.

Vacina chinesa

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta quarta-feira, 23, que o estudo clínico realizado em mais de 50 mil voluntários na China indica segurança da Coronavac, o imunizante contra a covid-19 desenvolvido em parceria do laboratório Sinovac e o Instituto Butantã, que está na fase 3 de testes. Segundo o governo, a expectativa é que a vacinação possa ter início ainda na segunda quinzena de dezembro e chegue a 60 milhões de doses até fevereiro.

Desemprego na pandemia

O Brasil terminou o mês de agosto com cerca de 12,9 milhões de desempregados. São 2,9 milhões a mais que o registrado no começo de maio, o que corresponde a 1 crescimento de 27,6% no período. Os dados são da edição mensal da pesquisa Pnad Covid-19 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Covid-19) divulgada nesta 4ª feira (23.set.2020) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Ameaça dos vizinhos

O governo está preocupado com o risco de uma nova onda de contaminações vinda de fora para dentro do país. O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, discute com os ministérios da Defesa e da Justiça a necessidade de um reforço no patrulhamento das áreas de fronteira, especialmente nas divisas de Venezuela e Bolívia. Há receio de que a pandemia nos dois países vizinhos provoque uma fuga em massa de refugiados para o Brasil. Nos últimos dias, apesar das restrições de fronteira, houve aumento de circulação de bolivianos entre as cidades de Pando e Epitaciolândia, no Acre.

Níveis críticos

O caso da Venezuela causa mais preocupação. A situação de fronteira voltou a atingir níveis críticos e não apenas na divisa entre a cidade brasileira de Paracaima e a venezuelana Santa Elena de Uarién, único trecho onde a travessia rodoviária é possível. Um novo êxodo acontece por meio de rotas clandestinas, especialmente ao norte de Paracaima. A Venezuela, como a Bolívia, figura entre os países sul-americanos suspeitos de carregarem os maiores índices de subnotificações de Covid-19.

Rede pública

O receio do governo brasileiro é alimentado pela combinação comum tanto à Bolívia quanto à Venezuela: o alastramento do coronavírus é devido às precárias condições de saúde pública nos dois países. No caso da Venezuela, um agravante: a crise energética. A escassez dos combustíveis nos postos da Venezuela tem provocado um efeito-dominó, com a paralisação da rota de caminhões e o desabastecimento de produtos essenciais. Outro fator: já existe uma concentração excessiva de venezuelanos nas cidades de Roraima próxima à fronteira.

Blefe

Frederick Wassef, ex-advogado dos Bolsonaros, tem dito que está disposto a escrever um livro de memórias. Até amigos mais chegados apostam que se trata de um de seus tantos blefes.

Esperança

O Conselho Deliberativo do FAT (Condefat) deverá votar amanhã a concessão de mais duas parcelas do seguro-desemprego para os demitidos durante a pandemia. Na semana passada, os presidentes das maiores centrais do país e os representantes dos trabalhadores no Condefat tiveram uma reunião para traçar estratégias e atrair o apoio do empresariado, que conta com seis cadeiras no Conselho. Para ser aprovada, a medida precisa de 10 dos 18 votos do colegiado. Detalhe: mesmo que a extensão seja autorizada pelo Condefat, será necessário enviar uma MP ao Congresso.

Culto virtual

Líderes da bancada evangélica cogitam realizar um grande culto virtual em apoio à deputada federal e pastora Flordelis, acusada de mandar matar seu marido. Poderia ser pior: se não fosse a pandemia, era capaz da benção coletiva ocorresse no plenário da Câmara.

Plano B

Os planos do Planalto continuam sendo a reeleição de Davi Alcolumbre para o Senado, mas depende de complexa costura entre o próprio Legislativo e o Judiciário. Por conta disso, Bolsonaro, já escolheu o senador Marcio Bittar, do Acre, como candidato para presidência do Senado em 2021.

Frases

“Com certeza alguém mentiu, né? E não fui eu”,

Paulo Marinho