Imprima Fácil, do Grupo Comunicare, é a primeira gráfica do Paraná instalada em um shopping.

Configurando cada vez mais como a primeira alternativa de consumo do público curitibano, os shoppings centers procuram reunir todos os tipos de conveniências e ofertas para atender as mais diversas situações e necessidades das pessoas. Estes pólos comerciais aproveitam de atributos de grande peso na tomada de decisão dos consumidores: segurança, fácil acesso e economia de tempo. Apostando neste contexto, o Grupo Comunicare lança de forma pioneira a loja da Imprima Fácil nas dependências do shopping Palladium, com previsão de inauguração para abril de 2008. Especializada em serviços digitais, a Imprima Fácil inaugura uma tendência no Estado, já incorporada em outros centros, como São Paulo, de aliar a conveniência de um shopping à oferta de um serviço inusitado.O mercado local teve que se adaptar ao novo modelo econômico e à dimensão da cidade, que já pode ser considerada uma metrópole. Com esta referência, as empresas bem sucedidas se relacionam diferentemente com o cenário curitibano e as suas demandas, tornando-se mais modernas, eficientes e representativas. Isso significa mais serviços e produtos disponíveis aos consumidores na hora, local e forma que eles desejam. Para o diretor da Imprima Fácil, Raphael Manzoni, este novo paradigma, que compõe o planejamento estratégico da empresa, foi fundamental para o investimento no negócio. “Desenvolvemos um projeto único, na identidade, atendimento e prestação de serviços. Iremos oferecer impressões de qualidade com uma disponibilidade operacional inédita no mercado, que ainda agrega fatores secundários por estar em um shopping, como a comodidade, proximidade geográfica e os horários flexíveis”, diz. A Imprima Fácil é especializada em impressão gráfica digital de impressos sob demanda, personalização, off set e acabamentos.Impressão digital: amplo crescimentoSegundo levantamento feito pelo Grupo Empresarial de Impressão Digital (Geidi), braço corporativo da Associação Brasileira das Indústrias Gráficas (Abigraf), há 246 gráficas digitais em atividade no País, o que equivale a 1,4% do total de gráficas brasileiras. Este percentual revela se tratar de um mercado relativamente pequeno, porém com condições reais de expansão, já que a previsão para os próximos cinco anos é um crescimento de 38%. As gráficas nacionais geram cerca de R$ 2,5 bilhões em vendas, sendo que 23% deste valor é obtido com os serviços de impressão digital. “O Brasil ainda está engatinhando nesta tecnologia em comparação ao mercado internacional, há grande potencial de consumo e viabilidade econômica, por isso o momento é de investimento no setor”, atesta Manzoni.A motivação para busca deste serviço é a maior agilidade de impressão, mantendo a eficiência produtiva. Alinhada a esta realidade, a Imprima Fácil oferece de forma exclusiva a soma de serviço e produtos, a partir da disponibilidade de opções de materiais prontos aos consumidores. Ou seja, o cliente pode chegar ao balcão da empresa apenas com uma idéia e sair com o impresso, em tempo recorde. “Uma equipe especializada desenvolveu modelos de arte que estão concluídos para impressão. Hoje há uma grande demanda de impressos que não são executados pela dificuldade de montar uma arte-final ou pelo seu custo. Iremos ativar esta necessidade com opções em que o cliente adiciona os seus dados e recebe o material finalizado”, explica Manzoni.

Além do serviço, a tecnologia implantada na loja da Imprima Fácil proporciona a produção qualitativa, em pequena quantidade com a possibilidade de utilizar os dados variáveis. Este recurso, relativamente novo em Curitiba, possibilita a inserção de informações discriminadas em cada peça, como o nome completo e endereço da pessoa que receberá uma mala-direta. Como ferramenta de impressão, os dados variáveis representam uma necessidade de 22% dos pedidos efetuados em gráficas, hoje em dia, além de colaborar com ações de marketing de relacionamento. A exigência do público e as tendências mercadológicas ditam o rumo da impressão digital no Brasil, que ocupa a cada ano posição de destaque no segmento.